Sábado, Março 2, 2024
9.6 C
Braga
spot_img
InícioRegiãoGuimarãesGuimarães: VITRUS recolheu 300 mil cápsulas de café em cinco meses
spot_img

Guimarães: VITRUS recolheu 300 mil cápsulas de café em cinco meses

© Vitrus

A VITRUS AMBIENTE, em Guimarães, procedeu à recolha de cerca de 300 mil cápsulas de café, correspondente a quatro toneladas, desde o arranque do projeto desenvolvido em parceria com a Associação Comercial e Industrial do Café (ACIC).

“O balanço é extremamente positivo, tendo em conta um processo amplo de comunicação e sensibilização junto da comunidade, e os resultados estão à vista de todos. Em menos de cinco meses, a VITRUS já recolheu cerca de 300 mil cápsulas de café e assegurou pontos de recolha em todo o concelho, com contentores disponíveis todas as juntas de freguesia e em mais de quatro dezenas de espaços comerciais e institucionais”, referiu o presidente do conselho de administração da VITRUS.

“Este projeto ainda tem muito para crescer, dado o interesse que tem sido demonstrado pelas próprias empresas e querem abraçar esta causa da sustentabilidade ambiental, contribuindo para circularidade das cápsulas de café e a VITRUS está a tentar dar resposta quer no processo de recolha como na entrega de contentores”, salientou Sérgio Castro Rocha.

O presidente da VITRUS entregou, na passada sexta-feira, mais alguns contentores “descapsulas” a empresas e instituições, sendo acompanhado pelo embaixador deste projeto, o cantor Zé Amaro, no âmbito de mais uma iniciativa a marcar a Semana Europeia da Prevenção de Resíduos.

A VITRUS marcou presença nas empresas Q8 e Leoni, e ainda no Vitória SC, Bombeiros Voluntários de Guimarães, Clube de Ténis de Guimarães e no espaço Jorge Silva Hair Concept.

Guimarães foi o primeiro município a norte do país a aderir a este projeto de recolha de cápsulas de café, numa ação comprometida com a sustentabilidade, sendo implementado pela empresa municipal VITRUS Ambiente, com a disponibilização de equipamentos. Assim, qualquer pessoa poderá depositar as cápsulas usadas, independentemente das marcas ou dos materiais de que sejam feitas (plástico ou alumínio) para que sejam totalmente recicladas. Os invólucros de plástico ou de alumínio transformar-se-ão em outros objetos do quotidiano e a borra do café será utilizada para composto natural, ou seja, fertilizante para enriquecer as terras agrícolas.

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES