Segunda-feira, Maio 16, 2022
17.7 C
Braga
InícioRegiãoGuimarãesGuimarães com sinais de recuperação da atividade turística

Guimarães com sinais de recuperação da atividade turística

CM Guimarães

Os dados do relatório de atividade turística em Guimarães referente ao ano 2021 já estão disponíveis evidenciando sinais de recuperação do setor, que foi afetado com o surto pandémico da Covid-19 em linha com os diferentes destinos internacionais e o restante território nacional.

Com uma taxa média de ocupação-quarto de 36%, Guimarães suplanta, neste indicador, até ao momento, a média nacional (33%) e da região norte (31%) – considerando, porém, que nos resultados nacionais e da região norte não estão a ser contabilizados os meses de novembro e dezembro, pois ainda não foram disponibilizados pelo INE.

Tal como na conjuntura nacional e internacional, Guimarães registou uma variação positiva nos diversos indicadores da atividade turística, em comparação com o ano de 2020, mas ainda longe do período pré-pandemia.

A afluência de visitantes aos Postos de Turismo de Guimarães constitui um indicador da procura turística, verificando-se um acréscimo significativo de 22,3% face a 2020.

Através de um posicionamento estratégico, perfilando-se um novo tipo de turista que privilegiará a sustentabilidade e o ambiente, Guimarães perspetiva uma mudança que resultará no ajustamento na estrutura da oferta. Neste sentido, e como que antecipando esta tendência, a Divisão de Turismo iniciou já em 2020 o trabalho de diversificação da oferta, com ênfase nos segmentos de Turismo de Natureza e na Enogastronomia. Recorda-se a este respeito, o lançamento da edição do Mapa Turístico da Penha, o Mapa de S. Torcato e das Caldas das Taipas; a certificação Green Key, em colaboração com a EM e a ABAE; o trabalho realizado para potenciar e promover os produtos endógenos; o projeto europeu “Greentour” do qual Guimarães é a única cidade portuguesa integrante; a formação de sustentabilidade à restauração e aos agentes turísticos entre outros programas.

No plano de formação para os agentes turísticos locais, em colaboração com as Escolas do Turismo de Portugal terá início no mês de março, uma nova formação com o objetivo de capacitar os agentes locais, tendo em vista a qualificação da oferta turística.

Para a maior dinamização do turismo, realça-se a retoma do setor da Cultura, onde Guimarães terá em 2022 um papel de destaque, designadamente, através das Comemorações do “10º Aniversário da Capital Europeia da Cultura”, o que se traduzirá num novo impulso à criatividade artística e à programação cultural, com destaque para os Festivais de renome internacional, captando, desta forma, novos públicos e afirmando-se cada vez mais como um destino cultural.

Estima-se que em 2022 o setor do turismo continue em aceleração, mas com uma retoma algo lenta e gradual, pois prevê-se que este ano ainda seja marcado pelo vírus da COVID-19 e a confiança e sensação de segurança da população em geral não esteja ainda plenamente restaurada.

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS