Domingo, Setembro 19, 2021
18.2 C
Braga
InícioOpiniãoFranquia no seguro: o que é?

Franquia no seguro: o que é?

© João Ricardo Silva

O que são as franquias é uma das perguntas que muitos clientes questionam. Em suma, a franquia é o valor correspondente à parte do prejuízo que fica a cargo do tomador do seguro ou segurado, conforme cláusula previamente estabelecida no contrato.

A franquia desempenha também um papel preventivo, porque o tomador do seguro sabe que uma parte do prejuízo ficará a seu cargo, assim tenderá a ser mais cuidadoso e a redobrar os cuidados, podendo desta forma evitar a ocorrência de sinistros ou reduzir os efeitos dos mesmos.

Que vantagem tem o cliente?

Para o tomador de seguro o mais importante e a principal vantagem é que usufrui de um prémio inferior (valor a pagar pelo seguro), já que existe responsabilidade nos prejuízos da sua parte. Por outro lado, as seguradoras reduzem os seus encargos, já que os sinistros mais pequenos não são indemnizados por se encontrarem dentro dos limites da franquia. A utilização de franquias reduz consideravelmente as participações de ocorrências logo os prémios de seguro não são agravados.

Que opções tem o cliente?

Entre os vários tipos de franquia existentes, o mais importante a reter para o comum cliente é as obrigatórias e as facultativas, que devem ser esclarecidas na contratação do seguro.

As franquias obrigatórias são quando a contratação do seguro obriga através das condições gerais desse tipo de apólice, não existindo para o cliente opção de escolha.

No caso das franquias facultativas são aquelas que o cliente pode escolher entre várias opções, como por exemplo simplesmente ter ou não franquia.

Franquia fixa ou variável?

No caso do cliente optar por franquia fixa, entre as várias opções existentes nas seguradoras, o cliente pode optar por uma franquia com valor fixo ou variável. Se optar pela franquia de valor fixo, o valor da franquia é definido em termos, e o montante é independente do valor do sinistro ou do capital seguro.

No caso da franquia variável, é quando são utilizados valores em função do montante dos danos. Este valor resulta da aplicação de uma percentagem, assim quanto maior for o valor do dano maior será a franquia.

Qual é a diferença?

Exemplo prático de um sinistro automóvel, com seguro “contra todos os riscos”, onde existe responsabilidade do segurado no valor de 5.000€ para reparação da sua viatura:

  • Sem franquia = Seguradora assume totalidade dos danos
  • Franquia fixa de 250€ = Seguradora assume 4.750€
  • Franquia variável de 20% = Seguradora assume 4.000€

No fundo ao contratar um seguro é imprescindível que o cliente saiba detalhadamente aquilo que está a contratar, e nunca esquecer o lema “o barato sai caro”.

Artigo de João Ricardo Silva, mediador de Seguros Fidelidade.

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS