Quarta-feira, Maio 22, 2024
17.8 C
Braga
RegiãoVila Nova de FamalicãoFamalicão adere ao Centro Ibero-Americano de Desenvolvimento Estratégico Urbano

Famalicão adere ao Centro Ibero-Americano de Desenvolvimento Estratégico Urbano

© CM Famalicão

Famalicão vai integrar uma rede ibero-americana constituída por 150 entidades, entre instituições e governos locais, dedicada ao desenvolvimento estratégico urbano. A adesão do município ao Centro Ibero-Americano de Desenvolvimento Estratégico Urbano (CIDEU) foi aprovada na passada quinta-feira, em reunião do executivo municipal. 

O CIDEU é um Laboratório de Estratégias Urbanas que surgiu em 1993. É formado por mais de 150 entidades parceiras, provenientes de 22 países localizados na Península Ibérica e na América do Norte, Central e Sul, das quais se destacam cidades como Buenos Aires, Santiago do Chile, Bogotá, Brasília e Barcelona.

Trata-se do único programa de cooperação das Cúpulas Ibero-Americanas de Chefes de Estado e de Governo dedicado ao desenvolvimento urbano e tem como finalidade promover uma forma estratégica de pensar os processos de conceção e gestão dos projetos urbanos, para alcançar o desenvolvimento sustentável das cidades ibero-americanas.

Famalicão será a segunda cidade portuguesa a juntar-se a esta rede, além de Coimbra.

Através do CIDEU, o município famalicense terá acesso a formação e cooperação técnica internacional, beneficiando da partilha de aprendizagens, projetos e experiências, formação em estratégias urbanas e em construção de pensamento estratégico e de assistência técnica e cooperação para o desenvolvimento de metodologias e projetos inovadores.

A autarquia famalicense definiu uma Estratégia de Diplomacia Urbana para a Internacionalização de Vila Nova de Famalicão – Famalicão Alliance, assente na integração e participação do território em redes internacionais de cooperação, promovendo a comunicação da identidade de Famalicão além-fronteiras, um desígnio que tem sido reforçado com o desenvolvimento de parcerias estratégicas internacionais, como é o caso da adesão ao CIDEU.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES