Quarta-feira, Julho 28, 2021
26.6 C
Braga
InícioPaísEstá a chegar um equipamento português que desinfeta o ar e higieniza...

Está a chegar um equipamento português que desinfeta o ar e higieniza as superfícies

CeNTI

Está a chegar um equipamento português que desinfeta o ar e higieniza as superfícies sem agentes químicos. O consórcio constituído pelo CeNTI, Instituto de Medicina Molecular João Lobo Antunes (iMM) e pelas empresas portuguesas Castros S.A. e Matglow está a desenvolver um dispositivo multifuncional que permitirá desinfetar, em simultâneo e no mesmo espaço, superfícies de vários materiais, sem aplicação de agentes químicos. Esta inovação portuguesa deverá chegar ao mercado ainda este ano e pretende ajudar a combater doenças infeciosas com elevado nível de contágio, como é o caso da Covid-19.

Na base desta inovação está a integração de luz UV-C no dispositivo UVtizer. Além disso, o equipamento incorpora também sistemas de sensorização, robótica, mecânica, ventilação e funcionalização de materiais que asseguram a higienização de forma rápida e eficaz.

O UVtizer, que está numa fase final de prototipagem, deverá chegar ao mercado durante o segundo trimestre deste ano, de acordo com os investigadores, e permitirá desinfetar o ar e higienizar superfícies em pavimentos, revestimentos e mobiliário de vários materiais, tais como madeiras, plásticos, metais, têxteis e cerâmicos.

“Este dispositivo foi pensado para ser utilizado em ambiente hospitalar, transportes públicos, salas de reuniões e congressos, espaços comerciais, escolas e infantários, hotéis, ginásios, uso doméstico. No fundo, em espaços interiores em que seja necessária uma higienização constante”, revelam os responsáveis do projeto.

A produção deste equipamento é o resultado do know-how das quatro entidades. O CeNTI é responsável pelo desenvolvimento e conceção do design do dispositivo, prototipagem e assemblagem dos componentes, tendo também como responsabilidade o desenvolvimento de hardware e firmware do sistema de automação e controlo do dispositivo. As empresas Castros e Matglow são responsáveis pelo desenvolvimento e conceção funcional e de engenharia do dispositivo, prototipagem e assemblagem do mesmo, sendo ainda responsáveis pelo desenvolvimento, conceção e assemblagem do sistema de desinfeção e tratamento de ar. São também responsáveis pelo estudo e definição dos setups e performances do sistema. Por sua vez, o iMM é responsável por estudar e testar a eficácia e eficiência do sistema na desinfeção e higienização das superfícies expostas ao vírus SARS-CoV-2.

O UVtizer pretende ser mais um importante auxílio no combate à atual pandemia de Covid-19. É um projeto em copromoção cofinanciado pelo Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (COMPETE 2020) e do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Apoie a Braga TV

O apoio dos nossos leitores é fundamental para garantir que a Braga TV continue a ser um canal de informação de referência na região.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS