Terça-feira, Janeiro 18, 2022
7.7 C
Braga
InícioRegiãoEsposendeEsposende celebrou 11.ª edição da Semana da Floresta Autóctone

Esposende celebrou 11.ª edição da Semana da Floresta Autóctone

© CM Esposende

O Município de Esposende e a empresa municipal Esposende Ambiente promoveram, entre os dias 22 e 27 de novembro, a 11.ª edição da Semana da Floresta Autóctone. Esta iniciativa teve o intuito de sensibilizar a população para a importância da floresta autóctone e contou com cerca de 700 participantes.

Além da oferta de plantas aromáticas e exemplares de espécies florestais autóctones às escolas interessadas, com vista à comemoração do Dia da Floresta Autóctone (23 de novembro) junto da comunidade educativa, o programa incluiu, ainda, uma visita às Árvore Notáveis do concelho.

Foi ainda desenvolvida a iniciativa “Os Sapadores vão à escola!” que compreendeu a deslocação dos Sapadores Florestais aos estabelecimentos de educação e ensino, onde demonstraram algumas das tarefas e funções relacionados com o trabalho diário da Equipa de Sapadores Florestais.

Também para os estabelecimentos de educação e ensino e IPSS’s do concelho foi proposto o desafio “Dia a dia pense verde todo o ano: Dia da Floresta Autóctone” que consistiu na realização de um desenho ou pintura, dedicado aos mamíferos autóctones que habitam a floresta portuguesa. Todos os trabalhos enviados encontram-se disponíveis para visualização no site da Esposende Ambiente e no Blogue do Centro de Educação Ambiental.

Por fim, no dia 27 de novembro, foi levado a cabo o workshop “Hoje é dia de: Produção caseira de cogumelos”, com Sara Barbosa. Esta formação pretendeu dar a conhecer algumas das principais características dos cogumelos e mostrar de que forma os podemos cultivar a partir de casa. Cada um dos participantes construiu o seu próprio kit de produção de Pleurotus ostreatus a partir de borras de café.

“Com estas ações pretende-se dar a conhecer os benefícios ecológicos e económicos da floresta autóctone, em comparação com os espaços florestais de espécies introduzidas, concretamente ao nível da adaptação às condições do solo e do clima do território, sendo, por isso, mais resistentes a pragas, doenças, incêndios, longos períodos de seca ou de chuva intensa”, referiu o Município de Esposende.

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS