Quarta-feira, Agosto 10, 2022
22.2 C
Braga
InícioRegiãoEsposendeEsposende celebra 33.º aniversário de elevação de Forjães a vila

Esposende celebra 33.º aniversário de elevação de Forjães a vila

© CM Esposende

No dia em que festeja o 33.º aniversário de elevação a vila, Forjães, em Esposende, recebe um novo impulso cultural, que eleva e promove a sua história, cultura e identidade. O dia 30 de junho fica, assim, marcado pela inauguração do Centro Interpretativo do Junco, pela abertura da Exposição “Rodrigues de Faria” e pela reativação do polo da Biblioteca Municipal – Sala Professora Irene Faria do Valle, no Centro Cultural de Forjães – Escolas Rodrigues de Faria.

O Município de Esposende aposta, deste modo, em “três espaços que, embora distintos, muito contribuirão para a preservação da memória coletiva dos forjanenses e de todos os esposendenses”, afirmou o presidente da Câmara Municipal, Benjamim Pereira, assinalando que tal se traduz numa “homenagem permanente, sustentada e esclarecedora à figura maior de Forjães, o patrono do Centro Cultural, António Rodrigues de Faria”. Um “visionário”, afirmou, que entre outros investimentos na sua terra natal, financiou a construção das Escolas Rodrigues de Faria, em 1934, considerada, à data, a melhor escola do país, possuindo auditório, ginásio e cantina, e enriquecida com painéis de azulejos de Jorge Colaço, alusivos aos grandes feitos da pátria portuguesa.

O Centro Interpretativo do Junco corresponde à concretização de um sonho antigo, referiu Benjamim Pereira, acrescentando que o espaço “abre horizontes para novas descobertas em torno desta matéria-prima” e possibilitará “dar corpo às novas dinâmicas do artesanato e do turismo criativo”.

Criado há 20 anos, o polo de leitura é reativado e disponibilizado à comunidade. Dispõe de um fundo documental composto por fundo local, literatura portuguesa e estrangeira, bem como literatura para crianças e jovens, destinados ao empréstimo domiciliário ou leitura local. Apetrechado com mesas de leitura e trabalho presencial, dispõe de um catálogo on line e de um espaço com computador de acesso à internet e wifi.

A reativação do polo de leitura, referiu o presidente Benjamim Pereira, decorre do projeto maior que consistiu na requalificação da Biblioteca Municipal Manuel de Boaventura e na criação do espaço para acolher o acervo do Padre Franquelim Neiva Soares, e no reforço do trabalho de proximidade com todas as bibliotecas escolares. Em jeito de desafio, o autarca exortou a comunidade a tirar o melhor partido deste espaço, aproveitando para conhecer a vasta produção literária de Forjães, e desafiou outros a evidenciar o seu talento nesta área.

Sustentando que o investimento camarário é abrangente a todo o território concelhio, Benjamim Pereira lembrou os mais recentes investimentos concretizados pelo Município em Forjães, num valor próximo de 1 milhão de euros, sem qualquer apoio de fundos comunitários.

Em dia de festa, o presidente da Câmara Municipal saudou todos quantos estiveram na génese da elevação de Forjães a vila e felicitou a Junta e a Assembleia de Freguesia de Forjães pelo programa comemorativo e pela dignidade das iniciativas, deixando, ainda, um abraço a todos os emigrantes e forjanenses espalhados pelo mundo. Expressou um agradecimento final a todos quantos trabalharam para a concretização dos espaços hoje disponibilizados.

“O nosso Centro Cultural respira mais cultura a partir de hoje. Forjães fica uma vila mais rica”, afirmou o presidente da Junta de Freguesia de Forjães, Vítor Quintão, numa intervenção em que realçou a importância das valências disponibilizadas agora no Centro Cultural. Afirmou o compromisso da Junta de Freguesia de tornar este espaço mais próximo das crianças, dos estudantes e da comunidade em geral, procurando parcerias para a sua dinamização. Para Vítor Quintão é primordial dar a conhecer às crianças o valor patrimonial do Centro Cultural de Forjães, mas também à demais comunidade do concelho. Neste contexto, apelou ao Presidente Benjamim Pereira para integrar o imóvel nos roteiros concelhios de forma a promovê-lo ainda mais.

Num dia marcante para Forjães, o presidente da Junta anunciou que as placas identificativas da vila passarão a ostentar uma nova imagem alusiva ao junco, assinalando a sua identidade diferenciadora.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS