Terça-feira, Fevereiro 20, 2024
17.2 C
Braga
InícioDesportoAtletismoEliana Bandeira conquista a medalha de prata nos Mundiais Universitários

Eliana Bandeira conquista a medalha de prata nos Mundiais Universitários

Eliana Bandeira © Federação Portuguesa de Atletismo

O atletismo português iniciou hoje a sua participação nos Jogos Mundiais Universitários, que estão a decorrer em Chengdu, na China, com uma medalha de prata, por Eliana Bandeira, no lançamento do peso, e com João Coelho e Nuno Pereira a conseguirem o acesso às meias finais e final de 400 e 1500 metros, respetivamente.

Eliana Bandeira conquistou o acesso à final na jornada matinal, ao vencer o grupo B de qualificação com a marca de 17,42 metros. À tarde, durante a final, a portuguesa viu a chinesa Jiayuan Song, a campeã da Ásia (e quinta classificada nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2021), lançar a 18,24 (viria depois a melhorar para 18,56 m) ao primeiro ensaio e começou o seu despique pelas medalhas com a alemã Lea Riedel (vice-campeã europeia em 2021), que lançou a 17,32 metros ao quinto ensaio. A portuguesa, que fez um ensaio nulo a abrir, lançou depois a 16,73 e anulou no terceiro intento. Depois três lançamentos sempre a melhorar: 17,10, 17,30 e no último ensaio alcançou os 17,47 metros, o suficiente para assegurar o segundo lugar no pódio.

“Estou muito contente. É a minha primeira vez numa competição dessa dimensão e conseguir uma medalha é excelente”, declarou a atleta no final da competição. “Mas confesso que a performance ficou um pouco a desejar, em função da minha adaptação à temperatura. Mas é um enorme orgulho e satisfação que sinto, por conquistar esta medalha, subindo ao pódio com as cores e a bandeira de Portugal”, concluiu a atleta.

Antes, no período da manhã, João Coelho correu e venceu a quarta eliminatória dos 400 metros em 46,83 segundos, garantindo a passagem às meias-finais, que se realizam amanhã. “Foi uma boa corrida, controlada porque senti que não era preciso correr muito mais rápido para passar. Amanhã será outra corrida, mais exigente e temos de estar muito empenhados”, referiu o atleta, no final, tentando adaptar-se ao muito calor e humidade, “temos de hidratarmo-nos muito bem”.

À tarde, Nuno Pereira imitou o seu compatriota, com um triunfo na terceira das meias-finais dos 1 500 metros, fechando a sua corrida com a marca de 3m44s79’. Para ele, “foi uma boa sensação vencer a minha série”, pretendendo recuperar para a final que se realiza no dia 3 de agosto.

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES