Quarta-feira, Setembro 22, 2021
21 C
Braga
InícioBragaColigação Juntos Por Braga quer aumentar creches no concelho

Coligação Juntos Por Braga quer aumentar creches no concelho

© Juntos por Braga

A coligação Juntos Por Braga quer mapear ofertas sociais e aumentar as creches no concelho.

“A resposta às creches deve estar nas IPSS e não no púbico”, frisa Ricardo Rio, candidato dos Juntos por Braga à Câmara Municipal, afirmando que “reconhecido pelas instituições particulares de solidariedade social o investimento de mais de um milhão de euros de apoios diretos na melhoria e ampliação de valências em quatro anos, pretendemos agora mapear as ofertas que existem no território bracarense”.

“É preciso um levantamento das listas de espera para evitar a duplicação das listas pelas diferentes instituições. Temos conversado com os responsáveis da UDIPSS, várias instituições do concelho e juntas da freguesia. A conclusão é que o primeiro passo para dar uma resposta, entre oferta e procura mais eficaz, é mapear essas necessidades. Fazer um exercício prospetivo de forma a que as instituições não coloquem em causa a sustentabilidade”, apontou Ricardo Rio durante uma visita ao Centro Social Paroquial de Mire de Tibães.

“Que não seja uma rede de creches públicas, mas sim de instituições sociais que estão no terreno e conhecem as realidades locais. E em termos de gestão, têm que ter o apoio da Segurança Social, com a devida contratualização e da Câmara Municipal, quer com a cedência de edifícios, quer com apoio financeiro”, apontou.

Acompanhado de Olga Pereira, Ana Ferreira e Epifânia Oliveira, além do recandidato à Junta de freguesia de Mire de Tibães, José Magalhães, Ricardo Rio visitou o Centro Social Paroquial de Mire de Tibães e reconheceu “o papel da instituição naquela região de Braga”.

“Nasceu de uma vontade da população, da mobilização das Mulheres em Movimento que fizeram um trabalho enorme para que este projeto passasse a ser uma realidade. Hoje é uma instituição que precisa de alargar, aumentando a capacidade, e Câmara estará disponível para isso, quer a nível técnico, urbanístico e financeiro. Ao mesmo tempo, esta instituição, em conjunto com a freguesia, está a par dos projetos nesta área para o concelho num trabalho em rede”, sublinhou.

Por sua vez, José Magalhães frisou que a freguesia, que atualmente lidera, “vai continuar a apoiar a instituição”. “Estamos disponíveis e queremos continuar a ajudar esta instituição. Sempre abraçamos e vamos continuar a ajudar, quer em termos de logística quer financeiramente. Estamos e vamos estar ao lado das necessidades do centro social”, destacou.

Já o pároco e presidente do Centro Social Paroquial de Mire de Tibães disse que o futuro da instituição passa “pelo alargamento da valência de lar e projetar novas ofertas”. “Temos situações pendentes. Precisamos de conseguir viabilidade no terreno anexo para alargamento e o edificado que precisa de alguma requalificação. Esperamos que a Câmara nos ajude e, ao mesmo tempo, estamos disponíveis para colaborações com a autarquia noutras áreas”, referiu o padre Marcelino Esteves.

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS