Sábado, Abril 20, 2024
13.9 C
Braga
AtualidadeCentro de Juventude de Braga já recebeu visitantes de 97 nacionalidades

Centro de Juventude de Braga já recebeu visitantes de 97 nacionalidades

© Centro de Juventude de Braga

Cerca de três anos depois de abrir portas, o Centro de Juventude de Braga já recebeu visitantes de 97 nacionalidades na sua pousada. A maioria dos clientes tem menos de 30 anos e chega do continente europeu.

Pela primeira vez, no último ano, a ocupação média da unidade de alojamento ultrapassou os 83%, sendo que, no total, o Centro de Juventude de Braga recebeu 20.700 hóspedes, um aumento de 93% em relação a 2021. Na sua maioria, os clientes vieram do mercado estrangeiro (73%), com a Eslovénia, a Bulgária, a Polónia, a Hungria, a República Checa e a Espanha a destacarem-se como os países com mais representação entre as estadias. “No mês de agosto, do ano passado, recebemos hóspedes de 41 nacionalidades diferentes. Em fevereiro deste ano contamos com visitantes de 34 países”, exemplifica o diretor do Centro de Juventude de Braga, Pedro Soares.

Os jovens entre os 15 e 20 voltaram a ser, no último ano, a faixa etária predominante no que toca a estadias. No global, 72% dos visitantes que passaram pelo Centro de Juventude de Braga tinham menos de 30 anos. “O ano de 2022 foi de forte crescimento na maioria dos indicadores de gestão desta unidade de ação”, refere Pedro Soares, sublinhando que o espaço tem conseguido cumprir a sua missão “de ser uma referência no acolhimento e na realização de trabalhos com jovens, seguindo elevados padrões de qualidade”.

Desde que abriu portas, o Centro de Juventude de Braga tem sido espaço privilegiado para diversas iniciativas, para lá do alojamento. O Festival de Política ou o projeto Humanizar-te, dedicados a temas como a defesa dos direitos humanos foram alguns dos destaques do último ano. Também o momento em que quase duas dezenas de organizações de juventude se encontraram no Centro de Juventude de Braga para se apresentarem a cerca de 300 centenas de jovens de escolas do concelho de Braga foi marcante. “Não havia melhor forma de assinalar um aniversário do que com a casa cheia de jovens, dando visibilidade ao trabalho que desenvolvem e fomentando a participação de outros jovens no contexto das associações juvenis”, regozija-se Pedro Soares.

Ao nível ambiental, o centro iniciou, no último ano, o “Biodiversity Check”, um mapeamento sobre a fauna e flora do jardim exterior e todas as espécies relevantes do ponto de vista da biodiversidade num raio de 30 quilómetros.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES