Quarta-feira, Dezembro 7, 2022
14.4 C
Braga
InícioBragaCarlos Nuno Morgado tomou posse como comandante distrital da GNR de Braga

Carlos Nuno Morgado tomou posse como comandante distrital da GNR de Braga

© GNR

A GNR realizou, esta quarta-feira, a cerimónia de tomada de posse do novo Comandante do Comando Territorial de Braga, tenente-coronel Carlos Nuno Morgado, numa cerimónia que foi presidida pelo Comandante-Geral da Guarda Nacional Republicana, tenente-general Rui Clero, no Auditório Vita do Seminário menor, em Braga.

Carlos Nuno Morgado é natural de S. Bernardo, concelho de Aveiro, e nasceu no dia 17 de maio de 1976. É mestre em Direito e Segurança pela Universidade Nova de Lisboa e em Ciências Militares pela Academia Militar e, possui uma pós-graduação em ciências militares e policiais pelo Instituto de Estudos Superiores Militares.

Ingressou no quadro permanente da Guarda Nacional Republicana em 1996, tendo desempenhado diversas funções ao longo da sua carreira profissional, das quais se destacam:

  • Chefe de Secção no Estado Maior do Comando Territorial de Aveiro;
  • Subdiretor do Departamento de Operações do Comando Operacional;
  • Diretor do Serviço Municipal de Proteção Civil da Câmara Municipal de Lisboa;
  • Assessor do Comandante do Comando da Administração e Recursos Internos;
  • 2.º Comandante do Grupo de Intervenção Proteção e Socorro;
  • Comandante de Companhia e de Pelotão no Grupo de Intervenção Proteção e Socorro;
  • Comandante de Pelotão do Batalhão Operacional no antigo Regimento de Infantaria;
  • Comandante de Pelotão de Intervenção – Força Multinacional de Estabilização do Iraque;
  • Adjunto do Comandante do Destacamento Fiscal de Gaia.

Na sua folha de serviço constam vários louvores e condecorações.

O Comando Territorial de Braga é responsável pelo cumprimento da missão da GNR em todo o distrito, tendo a seu cargo uma área de policiamento com um total de 2.626 km2 e a responsabilidade da segurança de 631 848 habitantes.

Integram o dispositivo do Comando Territorial de Braga cinco Destacamentos Territoriais, um Destacamento de Trânsito (DT) e um Destacamento de Intervenção (DI), articulados em 23 postos territoriais, um posto de trânsito, um pelotão de intervenção, um secção cinotécnica e uma secção Secção Explosive Ordnance Disposal (EOD).

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS