Quinta-feira, Fevereiro 29, 2024
9.5 C
Braga
InícioPaísBurlas geram perto de oito mil reclamações desde o início do ano

Burlas geram perto de oito mil reclamações desde o início do ano

© Portal da Queixa

Desde o início do ano, o Portal da Queixa já recebeu perto de oito mil reclamações relacionadas com burlas, um crescimento de 47,7% em relação ao período homólogo. A maioria das queixas refere-se a alegados esquemas online, onde os consumidores ficam sem o produto, sem resposta e sem o dinheiro. O valor total dos prejuízos resultantes das burlas reportadas já ultrapassa, este ano, os 2,5 milhões de euros.

Em Portugal, continuam a aumentar os casos de burla, com especial incidência no meio online. Uma análise do Portal da Queixa revela que, desde 2022 e até julho de 2023, os consumidores portugueses já registaram perto de 19 mil ocorrências (18.777) na plataforma com referência a burlas. A maioria das reclamações apresentadas denuncia alegados esquemas online.

Entre os dias 1 de janeiro e 24 de julho de 2023, o Portal da Queixa recebeu 7.845 reclamações, um crescimento de 47.7% em comparação com o período homólogo, onde se verificaram 5.312 queixas.

Segundo apurou a análise, este ano, o valor total estimado em prejuízos ultrapassa os 2,5 milhões de euros (2.675.145€), um valor médio de 341 euros.

A maioria das denúncias reportadas no Portal da Queixa está relacionada com casos de compras em lojas online, sobretudo de tecnologia e informática, onde os consumidores descrevem ter encomendado um produto e efetuado o pagamento, ficando sem o produto, sem resposta (por parte da marca) e sem o dinheiro.

A não execução dos pedidos de reembolso é, por isso, o principal motivo de queixa apresentado este ano, gerando 57,7% das reclamações inseridas em situações de burla. Outros motivos referidos relacionam-se com os problemas no atendimento/resposta da marca a acolher 7,1% das queixas e a absorver 6% das reclamações, está a não entrega do produto.

A análise efetuada aferiu ainda quais as três marcas mais reclamadas em 2023, por alegada situação de burla. O maior volume de queixas foi dirigido à PT Electrónia, uma loja de pequeno retalho de informática (741), à Decorei.pt (209) e à Teckmi (160 reclamações).

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES