Quarta-feira, Dezembro 8, 2021
10.1 C
Braga
InícioReportagemBraga: Oficina e Academia Sond'Art mantêm tradições com desenvolvimento de projetos culturais

Braga: Oficina e Academia Sond’Art mantêm tradições com desenvolvimento de projetos culturais

© Sandra Antunes

As antigas Oficias de São Caetano, em Braga, foram aproveitadas pela oficina e academia Sond’Art e dedicam-se à construção de instrumentos musicais de percussão artesanal, assim como no ensino de diversos instrumentos. Situada no Largo Madre de Deus, na freguesia de Maximinos, a academia de música também presta formação musical em escolas, colégios, juntas e associações no concelho de Braga.

José Rego, fundador da Sond’Art, explicou que a associação desenvolve projetos culturais nas escolas no ensino musical. “Temos a empresa e a associação que se dedicam ao desenvolvimento de projetos culturais, sobretudo nas escolas, que têm a componente na defesa da nossa música tradicional e das nossas tradições. Na escola onde dou aulas, criei um grupo de percussão, e, a partir desse momento, comecei a ter muitas solicitações, quer para a construção de instrumentos, quer para o desenvolvimento destes projetos nas várias escolas da cidade de Braga. Daí, começaram a surgir grupos por toda a cidade ligados às escolas onde os meninos e as meninas tocam estes instrumentos”, contou José Rego.

De acordo com Mário Talaia, colaborador na oficina da Sond’Art, contou que o projeto expandiu-se nas formações realizadas nas escolas. “A Sond’Art foi criada em 2007 e surgiu para dar continuidade a um projeto mais pessoal. Estávamos a trabalhar há alguns anos em escolas a dar formação e a construir alguns instrumentos a título particular mas, derivado à qualidade do material que estávamos a produzir os instrumentos, começámos a ter mais clientes para além dos nossos grupos. Outros grupos quiseram também adquirir instrumentos e chegámos a um momento em que trabalhar no pós-laboral não era suficiente para dar resposta à grande adesão. Foi então que decidiu-se criar a Sond’Art para a construção de instrumentos de percussão”, afirmou Mário Talaia.

Por seu turno, Luís Pedroso, presidente da União de Freguesias de Maximinos, Sé e Cividade, realçou a importância de promover a tradição musical nas instituições e associações locais. “As nossas instituições e associações são os nossos meninos e estamos aqui precisamente para promovê-los. Eles têm um sonho que é ir agora para a viola braguesa e espero que corra tudo bem. Esperemos que daqui a um ano ou dois, o sonho dos irmãos Rego possa ganhar escala, não só como instituição, mas também como fábrica de instrumentos”, finalizou o autarca.

Braga é considerada a Capital do Bombo, uma vez que a Sond’Art impulsionou a criação de diversos grupos musicais de percussão na cidade. A Sond’Art dedica-se ao fabrico e venda de instrumentos musicais, ao desenvolvimento de grupo, à formação musical e à organização de espetáculos.

Teste BTV

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS