Segunda-feira, Agosto 15, 2022
16.1 C
Braga
InícioBragaBraga: Lar Residencial para pessoas com deficiência vai nascer em Crespos

Braga: Lar Residencial para pessoas com deficiência vai nascer em Crespos

© UF Crespos e Pousada

Estão em curso as obras de construção de um novo Lar Residencial em Crespos, Braga. Esta valência, que surge por iniciativa de um privado, a ASSIS – Associação de Solidariedade Social, tem contado com o acompanhamento próximo do executivo da União de Freguesia de Crespos e Pousada. O lar irá acolher 30 pessoas com deficiência e criar postos de trabalho diretos para a população de Crespos e Pousada.

Esta unidade de alojamento e de cuidados de saúde está a ser instalada em Crespos, ampliando a capacidade de resposta da IPSS em questão, mas também da região que clama por mais respostas que permitam cuidar de pessoas com deficiência. Para o Executivo de Freguesia de Crespos e Pousada, este equipamento “terá um impacto positivo na dinâmica social, mas também económica da união”.

“Estamos a falar de uma resposta social que é escassa no distrito, mas também no país. Este projeto insere-se por isso num contexto muito particular e importante, numa união de freguesias que de facto reuniu todas as condições para acolher este Lar Residencial. Por um lado, esta unidade residencial dará resposta a algumas necessidades da população, e por outro, tal como asseguramos junto dos responsáveis desta IPSS, será privilegiada a contratação de colaboradores residentes em Crespos e Pousada”, disse José João Correia, presidente da União de Freguesias.

Já a ASSIS refere que o projeto em curso está dotado de uma “topografia e capacidade construtiva que permitem a ampliação da capacidade de resposta às demandas de inúmeras famílias que se debatem com dificuldades em cuidar da pessoa com deficiência e que não encontram ajuda”.

Esta colaboração entre a autarquia local e a ASSIS incorporará o amplo trabalho em rede desenvolvido em Crespos e Pousada, território que está munido de inúmeras instituições dedicadas a cuidar das pessoas mais vulneráveis da sociedade.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS