Terça-feira, Maio 21, 2024
11.7 C
Braga
BragaBraga cria mais de 2.000 postos de trabalho por ano

Braga cria mais de 2.000 postos de trabalho por ano

© CM Braga

Decorreu hoje o Fórum Económico, inserido na programação da 6.ª Semana da Economia de Braga. Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal e da InvestBraga, apresentou nesta sessão os dados do crescimento económico do Município.

Numa altura em que se assinalam os nove anos de existência da InvestBraga, o edil revelou vários números e indicadores que demonstram o sucesso do Plano Estratégico para o Desenvolvimento Económico de Braga 2014-2026. “A cidade é hoje um centro diferenciado na fixação e projeção de talento, cuja transformação do tecido económico fez com que do conceito ‘made in Braga’ passássemos rapidamente para o ‘researched and developed in Braga’ e agora para o ‘designed/invented in Braga’”, referiu o autarca.

De acordo com Ricardo Rio, a cidade tem pessoas e talento “geradores de criatividade” nas artes, na ciência, na engenharia e na economia, assim como a inovação, investigação e desenvolvimento “essenciais ao crescimento sustentado”.

“A estes fatores junta-se a aposta no empreendedorismo e nas infraestruturas que facilitam a atratividade das empresas aqui localizadas e que ligam Braga ao mundo”, disse o edil, elogiando o mérito de todos os agentes envolvidos neste “verdadeiro processo transformativo”. 

A cidade está no Top 4 no ranking das exportações a nível nacional nos últimos anos, com um volume de exportação em 2022 de cerca de 2.251 milhões de euros (exportações reais das empresas em Braga).

Este valor representa um crescimento de 29% face ao ano passado e 3,22% do total das exportações portuguesas.

“Braga é uma referência a nível económico no país e a nível internacional. Somos, sem qualquer dúvida, um dos grandes motores da economia nacional e isso reflete-se em todos os setores de atividade”, adiantou Ricardo Rio.

No que diz respeito à criação de emprego, o concelho continua a criar uma média de mais de 2000 postos de trabalho por ano, ultrapassando largamente a expectativa inicialmente traçada de criar 500 postos de trabalho por ano.  

Desde 2014, a InvestBraga apoiou já 1027 projetos empresariais (290 de origem internacional). As grandes empresas de Braga, multinacionais e tecnológicas aqui localizadas, têm criado milhares de postos de trabalho qualificados.  

Já no que respeita ao empreendedorismo, e com uma comunidade de 185 Startups, a StartupBraga tem apoiado empreendedores e projetos tecnológicos e inovadores, os quais angariaram já um valor total de investimento que ultrapassa os 430 milhões de euros. Destas, há já a destacar um unicórnio, a Sword Health, o sexto unicórnio com ADN nacional e a startup portuguesa mais rápida a atingir este estatuto. 

Fórum Económico debateu o impacto da inteligência artificial nas empresas 

A iniciativa abriu com a participação de Carlos Silva, administrador executivo da InvestBraga.

Após a intervenção de Ricardo Rio, seguiu-se um debate onde se discutiu o tema “Investigação e Transferência de Tecnologia: O impacto da IA na Competividade das Empresas”.

Neste debate estiveram presentes António Costa, diretor do ECO – Economia Online, Rafael Campos Pereira, vice-presidente da Confederação da Indústria Portuguesa (CIP); António Bárbara Grilo, presidente do conselho de administração da Agência Nacional de Inovação (ANI); Jorge Pereira, principal scientific officer da Comissão Europeia; Luís Paulo Reis, presidente da Associação Portuguesa para a Inteligência Artificial (APPIA); e Paulo Novais, coordenador do Laboratório Associado de Sistemas Inteligentes (LASI).

Coube ao secretário de Estado do Trabalho, Miguel Fontes, efetuar o discurso de encerramento deste Fórum Económico. 

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES