Quinta-feira, Abril 11, 2024
21.2 C
Braga
ReportagemBraga: Cabreiros voltou a reviver com fé e emoção a grandiosa Procissão...

Braga: Cabreiros voltou a reviver com fé e emoção a grandiosa Procissão dos Passos

© Angélica Antunes

A freguesia de Cabreiros, em Braga, voltou a reviver, este domingo, as celebrações da Procissão do Senhor dos Passos.

Organizada pela Confraria do Senhor dos Passos de Cabreiros, esta solenidade moveu a comunidade de Cabreiros e freguesias vizinhas que participaram intensamente na procissão que marca o arranque do ciclo das procissões dos passos no concelho de Braga.

© Angélica Antunes

Manuel José Pinheiro, pároco de Cabreiros, referiu que a Procissão do Senhor dos Passos atrai anualmente muitas pessoas à freguesia, no entanto, para Manuel José Pinheiro, a Procissão do Silêncio, realizada no sábado à noite, é um dos momentos mais marcantes e emotivos destas solenidades.

© Angélica Antunes

“A Procissão do Senhor dos Passos de Cabreiros mobiliza toda a comunidade e as pessoas que vão a outros lados também vêm aqui para ver e ouvir as pregações dos sermões, sobretudo o ‘Sermão do Encontro’, que é sempre marcante. A mim marca-me sempre muito a Procissão do Silêncio. É um silêncio que também impressiona que, para além da Banda de Música, da Verónica e com tanta gente, é único e o silêncio é particularmente tão eloquente em celebrações como esta. Hoje, já é diferente com mais movimento. As próprias imagens do Senhor dos Passos, da Senhora das Dores e o tempo da Quaresma convidam sempre a essa reflexão, a essa interiorização que se sente e que é marcante nesta preparação da Páscoa”, disse Manuel José Pinheiro.

© Angélica Antunes

Por seu turno, Henrique Borges, da Confraria do Senhor dos Passos de Cabreiros, regozijou-se com a participação da comunidade na procissão deste domingo, como também nas celebrações que antecederam: a Procissão do Silêncio e a Puxada do Guião.

“Além de um momento de fé, é um momento de brio que a freguesia de Cabreiros tem em todos os anos em voltar a organizar esta majestosa procissão. Tudo o que envolve à volta desta procissão maior já aconteceu na quinta-feira, com a Puxada do Guião, e ontem com a Procissão do Silêncio, que é também chamada de Procissão da Transladação do Senhor. Hoje teremos a majestosa procissão com várias dezenas de figurados e muita gente ligada à organização”, explicou.

© Angélica Antunes

Henrique Borges agradeceu o contributo de toda a comunidade que torna possível a organização destas celebrações religiosas. “Todos os anos fazemos um peditório aqui na área da nossa paróquia em que as pessoas contribuem generosamente, pois é a única forma de receita durante as festividades e o povo de Cabreiros, todos os anos, é muito generoso. Neste momento, estamos a empreender uma grande obra de conservação do retábulo da capela e é também com este dinheiro que estamos a conseguir fazê-lo. Na participação das procissões, as ofertas que dão tornam possível tudo isto. Sabemos que há muito sacrifício de muita gente para dar a sua esmola, mas continuamos a ter um bom acolhimento por parte das pessoas”, frisou.

© Angélica Antunes

Em representação da Câmara Municipal de Braga esteve o vereador João Rodrigues que salientou a importância destas celebrações religiosas no concelho de Braga. “Este é mais um momento em que nós temos, enquanto Município, a possibilidade de estar junto das pessoas. É um período que em Braga é comemorado de forma muito particular, não só na Semana Santa, mas durante todos aqueles momentos que a antecedem, como é o caso do que se passou aqui hoje. Para nós, é uma satisfação enorme estarmos junto das pessoas e junto das entidades que organizam estes momentos. É com muito prazer e muito gosto que cá estamos nesta procissão e noutras freguesias do concelho para nos associarmos a estas celebrações e partilhá-las com a população bracarense que para nós é sobretudo isso que nos importa”, sustentou o vereador João Rodrigues.

Por sua vez, José Silva, presidente da União de Freguesias de Cabreiros e Passos São Julião, destacou a importância da Procissão dos Passos para a comunidade. “Este é um momento muito importante na nossa vida comunitária e, apesar de sermos um Estado laico por natureza, nós não podemos também, enquanto organismo público, de deixar de nos associarmos a estas vivências das solenidades do Senhor dos Passos porque elas representam o sentir de um povo e a essência do povo”, afirmou o autarca, que lançou o repto para a população participar no próximo ano na Procissão do Silêncio, uma vez que “fica bem demonstrado a fé deste povo, a sua forte ligação à Igreja, à religião e àquilo que são os valores do cristianismo em que a maior parte acredita naturalmente”.

© Angélica Antunes

O “Sermão do Pretório”, o Encontro da Imagem de Nossa Senhora com o Seu Filho Jesus e o Canto de Verónica foram os momentos mais emotivos destas cerimónias.

Organizada pela Confraria do Senhor dos Passos de Cabreiros, a procissão contou com a participação de 180 figurantes, 80 pessoas que pegaram aos andores e estandartes, a Banda Musical de Cabreiros e os Bombeiros Voluntários de Braga.

© Angélica Antunes

A Procissão do Senhor dos Passos também contou com o apoio da Junta de Freguesia de Cabreiros e Passos São Julião.

A reportagem teve o apoio à produção da Confraria do Senhor dos Passos de Cabreiros e da União de Freguesias de Cabreiros e Passos São Julião

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES