Terça-feira, Maio 21, 2024
11.7 C
Braga
AtualidadeBraga, Barcelos, Amarante e Santa Maria da Feira vão acolher Assembleia-Geral da...

Braga, Barcelos, Amarante e Santa Maria da Feira vão acolher Assembleia-Geral da Rede de Cidades Criativas da UNESCO

© CM Braga

Braga, Amarante, Barcelos e Santa Maria da Feira assinaram, esta segunda-feira, um protocolo de parceria para acolher, na primeira semana de julho de 2024, a XVI Conferência Anual da Rede de Cidades Criativas da UNESCO, no ano em que esta comemora duas décadas.

Sob o mote “Trazer a Juventude para a Mesa Global”, Braga mobiliza todas as cidades criativas do Norte de Portugal para a realização desta conferência. “Num exigente e transparente processo competitivo, a candidatura bracarense venceu o Dubai, envolvendo as cidades parceiras para a construção de uma candidatura pertinente no tema e forte no posicionamento internacional para que saísse vencedora, numa votação aberta a todas cidades criativas da UNESCO, que já ultrapassam as três centenas em todo o mundo”, refere a Câmara Municipal de Braga.

“É extremamente importante integrarmos uma rede internacional desta dimensão – como é o caso da Rede de Cidades Criativas da UNESCO -, que reúne centenas de cidades agregadas por diferentes clusters. Nesta rede estamos a valorizar algumas das áreas estratégicas dos nossos territórios, numa lógica de parceria local e internacional e esta assembleia, que irá decorrer pela primeira vez em Portugal, será um espaço de afirmação da capacidade do país e dos nossos Concelhos a nível internacional”, disse Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, na cerimónia que decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho, com a presença dos autarcas de Amarante, José Luís Gaspar, Mário Constantino, de Barcelos, e Emídio Sousa, presidente da Câmara de Santa Maria da Feira.

A Reunião Anual da UCCN em 2024 será acolhida em Braga, de 1 a 5 de julho, Cidade Criativa da UNESCO para as Media Arts e também em Amarante (Cidade Criativa da Música), Barcelos (Cidade Criativa do Artesanato e das Artes Populares) e Santa Maria da Feira (Cidade Criativa da Gastronomia). “Uma parceria que vai dar a conhecer a realidade artística e cultural dos diferentes territórios”, destacou Ricardo Rio.

Em 2022 a Assembleia-Geral decorreu em Santos, no Brasil, e será a primeira conferência do universo onusiano realizada fora de Lisboa, dando continuidade ao facto de Portugal ter acolhido, em 2022, em Lisboa, a Conferência Mundial dos Oceanos.

Esta reunião tem como foco envolver a juventude no debate ao mais alto nível sobre as questões de sustentabilidade e marca o 20.º aniversário de toda a rede de Cidades Criativas da UNESCO (UCCN), captando para Braga e para as três cidades criativas parceiras, mais de três centenas de líderes políticos municipais vindos de todo o mundo.

Nesse sentido, a parceria assinada promove o reconhecimento do território visitado nas dimensões cultural e turística e reitera o compromisso do país e destas cidades no alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável definidos pela Agenda 2030 da ONU.

“Sendo Braga uma cidade que reconhece verdadeiramente a importância de cruzar fronteiras, de iniciar novos diálogos e inspiradores, de abraçar novos encontros, através desta parceria é toda a região Norte de Portugal que emerge como um verdadeiro polo cultural e criativo que se projeta para o exterior, através do melhor que tem dentro de portas”, acrescenta a autarquia bracarense.

Com um impacto direto estimado superior a 1 milhão de euros, a hospitalidade (alojamento e alimentação) será um dos eixos do tecido económico da região mais beneficiados pelo evento, apenas superado pelo “impacto indireto estimado de quase 3 milhões de euros do alcance mediático nacional e internacional”.

“A força desta parceria na conquista para o Norte de Portugal deste grande evento, contribui significativamente para a coesão territorial ao ser realizado fora das duas áreas metropolitanas, levando-o para regiões que geralmente enfrentam ainda maiores desafios de desenvolvimento e visibilidade nacional e internacional, e mobilizando cidades de média e pequena dimensão, tanto na escala nacional quanto europeia, para alavancarem o respetivo desenvolvimento da coesão regional. O evento contribui, ainda, para o reconhecimento da capacidade organizativa de Portugal, do Norte e destas quatro cidades criativas da UNESCO, ao promover a capacidade deste território para sediar eventos de perfil global, cumprindo rigorosamente as exigentes normas das principais organizações internacionais, como é o caso da UNESCO, a agência intergovernamental do sistema das Nações Unidas especializada em Educação, Ciência e Cultura”, sustenta o Município de Braga.

A Rede de Cidades Criativas da UNESCO (UCCN) foi criada em 2004 para promover a cooperação com e entre cidades que identificaram a criatividade como um fator estratégico para o desenvolvimento urbano sustentável. Quase 300 cidades de todo o mundo que integram atualmente nesta rede trabalham em conjunto para um objetivo comum: colocar a criatividade e as indústrias culturais no centro dos seus planos de desenvolvimento a nível local e cooperar ativamente a nível internacional.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES