Domingo, Setembro 25, 2022
12.8 C
Braga
InícioEducaçãoBeatriz Pereira preside Instituto de Educação da Universidade do Minho

Beatriz Pereira preside Instituto de Educação da Universidade do Minho

© Universidade do Minho

A professora catedrática Beatriz Pereira toma posse esta quarta-feira como presidente do Instituto de Educação da Universidade do Minho. A cerimónia conta com o reitor Rui Vieira de Castro e decorre pelas 15:00, na sala de atos do instituto, sito no campus de Gualtar, em Braga. Para o triénio 2022-2025, Beatriz Pereira tem como vice-presidentes os professores Fernando Azevedo, Teresa Vilaça e Fernanda Martins.

Beatriz Pereira é doutorada em Estudos da Criança pela UMinho, mestre em Ciências da Educação, Metodologia da Educação Física pela Universidade Técnica de Lisboa e licenciada em Educação Física pela Universidade do Porto. Na UMinho foi também vice-presidente do Instituto de Estudos da Criança, diretora do Departamento de Teoria da Educação, Educação Artística e Física, bem como diretora do doutoramento em Estudos da Criança, do mestrado em Estudos da Criança – ramo de Educação Física e Lazer, do mestrado em Ensino de Educação Física no Ensino Básico e Secundário e, ainda, coordenadora do curso de Educação Básica e Infantil. É membro do Centro de Investigação em Estudos da Criança (CIEC), focando-se sobre bullying na escola, atividade física e saúde, jogo e desenvolvimento motor.

O Instituto de Educação da UMinho tem cerca de 1500 alunos e 80 docentes doutorados, distribuídos por cinco departamentos. Oferece licenciaturas, mestrados e doutoramentos nas áreas das Ciências da Educação, Estudos da Criança, Formação de Educadores e Professores, e nos interfaces entre educação e desenvolvimento humano. Propõe ainda estágios científicos avançados e pós-doutoramentos no quadro de programas de mobilidade. Possui dois centros de investigação: o CIEC e o Centro de Investigação em Educação (CIEd). O ensino, a pesquisa e a interação com a sociedade têm sido pretexto para uma cooperação internacional intensa, com projetos em Timor, Moçambique, Angola, Cabo Verde e Brasil, além de parcerias relevantes com vários países europeus.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS