Terça-feira, Abril 9, 2024
18.3 C
Braga
PaísASAE desmantela rede e apreende mais de 500 litros de azeite falsificado

ASAE desmantela rede e apreende mais de 500 litros de azeite falsificado

© ASAE

A ASAE desmantelou uma rede de falsificação de azeite, tendo apreendido mais de 500 litros deste produto falsificado.

Em comunicado, a Autoridade de Segurança Alimentar e Económica indica que no âmbito da sua missão na proteção de produtos nacionais e de combate às práticas fraudulentas, realizou, através da Unidade Regional do Sul – Unidade Operacional de Évora e na sequência de diligências de investigação, várias ações de fiscalização e de inspeção direcionadas para a cadeia de valor do azeite, para identificar potenciais inconformidades sobre a autenticidade e qualidade do produto, e ainda, práticas de concorrência desleal.

Como resultado das ações que decorreram na margem Sul do Tejo e nas imediações da cidade de Portalegre, a ASAE inspecionou diversos operadores económicos não sedentários, com ligações entre si, “tendo sido detetado em flagrante delito a comercialização de um produto com indicação de ‘azeite virgem’, com forte suspeita de se tratar de óleo alimentar”, apresentando preços unitários por embalagem de 5 litros a rondar os 30 e os 40 euros.

“Foram ainda instaurados três processos-crime, pelos ilícitos de Fraude Sobre Mercadorias e géneros alimentícios anormais falsificados e apreendidos 510 litros de produto falsificados, centenas de rótulos, uma viatura de mercadorias e diversa documentação probatória e indiciária, tudo avaliado num valor aproximado de 29 mil euros”, acrescenta a ASAE.

Foram realizadas 18 colheitas de amostras a todos os produtos oleicos detetados, as quais foram encaminhadas para o Laboratório de Segurança Alimentar da ASAE, para a realização das respetivas análises físico-químicas e sensoriais.

Os suspeitos foram Constituídos Arguidos e sujeitos a Termo de Identidade e Residência, tendo os factos sido comunicados à Autoridade Judiciária.

A ASAE alerta os consumidores para “estarem atentos a ofertas deste produto com preço abaixo do expectável, induzindo o consumidor em erro com objetivo de serem comercializadas outras substâncias oleicas como azeite”.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES