Abaixo assinado contra fecho do acesso à Rua António Marinho entregue à Câmara de Braga
Quinta-feira , Outubro 22 2020 Periodicidade Diária nº 2612
Principal / Notícias / Abaixo assinado contra fecho do acesso à Rua António Marinho entregue à Câmara de Braga

Abaixo assinado contra fecho do acesso à Rua António Marinho entregue à Câmara de Braga

Plataforma dos Amigos da Freguesia de São Vicente

A Plataforma dos Amigos da Freguesia de São Vicente, na pessoa do seu responsável, José Macedo, entregou um abaixo assinado dos moradores contra o encerramento do acesso à Rua António Marinho à Câmara Municipal de Braga.

Numa reunião realizada na quarta-feira, que contou com a presença dos arquitetos Filipa Corais e Luís Vaz e do engenheiro Miguel Machado, o responsável da plataforma entregou o abaixo assinado a Miguel Bandeira, vereador do Urbanismo, onde apresentou os dados pelos próprios na tomada desta posição.

José Macedo contou que a plataforma defendeu anteriormente o fecho desta artéria, que irá “estrangular” ainda mais o trânsito na cidade de Braga, numa zona “caótica” como o Nó de Infias e a rotunda do Sá de Miranda. “Enquanto não se intervencionar no Nó de Infias, é um erro fechar de imediato este acesso. Não esqueçamos que pelo menos três escolas têm acesso por esta via e nas horas de ponta, esperamos o caos em termos de trânsito”, explicou.

A Plataforma dos Amigos da Freguesia de São Vicente apresentou também, na reunião, soluções para o estacionamento, iluminação pública e intervenção de passeios e vias. “Apresentámos soluções para a criação de estacionamento na zona das Fontainhas e solicitámos pilaretes junto aos Ecopontos e contentores, uma vez que o estacionamento ilegal e os camiões não conseguem efetuar a recolha. Pedimos também o reforço da luz pública na zona do parque de estacionamento na Rua dos Pocinhos e na Rua Fonte do Mundo, como a intervenção num passeio da urbanização que não estava contemplada no projeto. Requeremos o alargamento da Zona + à urbanização da Volvo, assim como a colocação de lombas na Rua Mário de Almeida, com passeios elevados e iluminação da zona mais baixa que a copa das árvores”, esclareceu José Macedo.