Domingo, Setembro 25, 2022
12.8 C
Braga
InícioRegiãoCelorico de BastoVinhos de Celorico de Basto vencem 11 medalhas em concurso mundial

Vinhos de Celorico de Basto vencem 11 medalhas em concurso mundial

© CM Celorico de Basto

Das 32 medalhas atribuídas aos vinhos verdes no concurso mundial de Bruxelas, realizado no passado fim de semana na capital belga, 11 viajam para Celorico de Basto, premiando o trabalho dos produtores locais.

A Quinta da Raza obteve 2 medalhas de grau ouro, relativas aos seus vinhos Dom Diogo Azal 2021 e Quinta da Raza Alvarinho 2021, a Quinta de Santa Cristina obteve também duas medalhas de ouro com o seu Alvarinho 2021 e Alvarinho/Trajadura 2021.

Além dos galardões maiores atribuídos neste certame, um dos mais conceituados a nível mundial, os produtores do concelho levaram ainda 7 medalhas de prata: A Quinta de Miramontes com o seu Infusa Rose, a Quinta de Santa Cristina com seu Reserva 2018 e Grande Escolha 2021. A Quinta da Raza, obteve quatro medalhas de prata com o Raza Rose, Raza 2021, Dom Diogo Arinto 2021 e Avesso/Alvarinho 2019.

Para José Peixoto Lima, presidente da autarquia de Celorico de Basto, “este é o momento de reconhecer e dar os parabéns aos produtores locais pelo trabalho de enorme qualidade que tem vindo a ser desenvolvido ao longos dos anos. Celorico de Basto é, cada vez mais, uma referência na produção vitivinícola, com várias marcas a afirmarem-se no panorama nacional e internacional. Estes resultados, obtidos num concurso mundial de referência, refletem os investimentos neste setor e a capacidade dos nossos viticultores, modernizaram as suas explorações e métodos de produção, acompanhando as evoluções tecnológicas e as exigências do mercado. Este é um trabalho iniciado há mais de 20 anos, envolvendo os empresários, o Município e as associações de desenvolvimento local, nomeadamente a Probasto, que esteve sempre na linha da frente da modernização deste setor. Os resultados deste concurso são um motivo de orgulho para Celorico de Basto e um sinal inequívoco do potencial deste setor para o desenvolvimento do concelho”.

Os vinhos verdes de qualidades são, cada vez mais, uma imagem de marca do território de Celorico de Basto. Com uma produção crescente, que era em 2016 de 49.520 hl, este concelho é o maior produtor do distrito de Braga e de todo o Minho, que se pretende afirmar como “Capital das Camélias e Solar dos Vinhos Verdes”.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS