Vila Verde: Execução dos Trilhos da Nóbrega lançado a concurso
Segunda-feira , Novembro 30 2020 Periodicidade Diária nº 2651
Principal / Região / Vila Verde / Vila Verde: Execução dos Trilhos da Nóbrega lançado a concurso

Vila Verde: Execução dos Trilhos da Nóbrega lançado a concurso

A Câmara Municipal de Vila Verde já lançou a concurso a execução da empreitada “Trilhos da Nóbrega” que contempla a requalificação de trilhos que percorrem a freguesia de Aboim da Nóbrega e Valdreu.

Os trabalhos a executar representam o pontapé de saída para uma estratégia global e integrada de reabilitação e ampliação de percursos pedestres municipais de relevante interesse turístico para o concelho e para a região onde o mesmo se insere.

Esta intervenção passa pela definição de novos traçados, reabilitação e/ou reabertura de troços existentes, regularização do piso, limpeza de vegetação e estabelecimento de uma sinalética robusta homologada pela Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal (FCMP).

O projeto, além do incentivo ao Turismo e à prática de montanhismo, visa ainda a proteção e preservação do meio ambiente, propiciando a manutenção e proteção dos bosquetes autóctones, salvaguardando a regeneração natural e potenciando, assim, a conservação dos solos, a redução da erosão e o risco de incêndios florestais.

António Vilela, presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, sublinha que “a aposta nas potencialidades do Património Natural é uma prioridade estratégica do desenvolvimento local, alicerçada na valorização das potencialidades endógenas do território concelhio”.

O edil considera que “o concelho de Vila Verde, pela riqueza do seu património natural e edificado, reúne um conjunto de caraterísticas muito peculiares que se impõe potenciar para que a atividade turística conheça um ainda maior dinamismo” e recorda que este projeto “surge no contexto de um conjunto de investimentos previstos no plano Municipal de mobilidade sustentável e trilhos, nomeadamente em ciclovias e troços da Ecovia Homem-Cávado, que permitem a fruição de elementos naturais verdadeiramente idílicos, como aqueles que os vilaverdenses e os visitantes podem encontrar nas zonas ribeirinhas concelhias”.