Domingo, Junho 23, 2024
28.4 C
Braga
DesportoAtletismoSisínio Ambriz conquista a medalha de bronze nos Europeus Sub-20

Sisínio Ambriz conquista a medalha de bronze nos Europeus Sub-20

© Federação Portuguesa de Atletismo

Sisínio Ambriz conquistou, esta terça-feira, primeira medalha para Portugal nos Campeonatos Europeus Sub-20 que decorrem em Jerusalém, Israel, na prova dos 110 metros barreiras.

O recordista português da categoria começou o dia com um segundo lugar na meia final dos 110 metros barreiras. Creditado com 13,29 segundos, viu o seu esforço ficar “abafado” devido ao vento (+3,4 m/s), que soprava a uma velocidade superior ao permitido (+2,0 m/S) para homologar os resultados.

Após a prova afirmou que “não foi mau, mas se conseguir partir melhor certamente sairá um bom resultado, ainda está tudo muito aberto”. Com um toque que o desequilibrou logo na primeira barreira, o benfiquista nem pensou nisso, “fixei-me apenas na minha corrida, em que tinha de me apurar para a final”.

Cerca de duas horas e meia para descansar e a final adivinhava-se poderosa, com os favoritos a estarem presentes. Na final, com uma partida melhorada, o pupilo de Ana Isabel Oliveira fez uma excelente corrida até à última barreira, com um toque que o desequilibrou um pouco, e mergulhou decidido para a meta, conquistando a medalha de bronze com recorde nacional da categoria, 13,29 segundos (v:+1,2 m/s).

“Agora que estamos aqui, posso dizer que podia fazer melhor. Aquele toque na última barreira pode ter feito com que não lutasse pela prata. Mas eu estou muito feliz e orgulhoso com esta medalha de bronze, não me posso queixar, conquistei dois objetivos: a medalha e o recorde”, disse o português na zona mista, com a bandeira portuguesa sobre os ombros.

Foi uma temporada muito forte do atleta que conquistou os títulos de campeã de Portugal, em absolutos, campeão sub-23 e campeão sub-20. “A minha temporada foi boa. Trabalhámos bastante para ser consistente em todas as provas e fui cumprindo esse objetivo, sempre com recorde pessoal ou perto dele. Essa consistência permitiu-me estar aqui e fazer três boas corridas culminadas com a medalha”, referiu o atleta, depois de se abraçar aos atletas portugueses que o estiveram a apoiar. “Foi um trabalho intenso, mas com pessoas certas que me deram muita confiança e permitiram que eu estivesse sempre descontraído em cada corrida», referiu o atleta, que agora pretende visitar um pouco da cidade e apoiar os atletas portugueses nas restantes provas, esperando «que esta medalha os possa motivar para conseguir boas performances”, acrescentou.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES