Quarta-feira, Maio 18, 2022
16.2 C
Braga
InícioBragaRede de Bibliotecas de Braga alarga acordos de cooperação na abertura da...

Rede de Bibliotecas de Braga alarga acordos de cooperação na abertura da Semana da Leitura

© CM Braga

O Município de Braga alargou os acordos de cooperação com vista à integração na Rede de Bibliotecas de Braga, as bibliotecas da Junta de Freguesia de Sobreposta e da União de Freguesias de São Lázaro e São João do Souto. A assinatura decorreu esta segunda-feira, durante a abertura da Semana da Leitura, numa óptica de compromisso com toda a comunidade.

O processo iniciou-se em 2012, com o Município de Braga a assinar o acordo de cooperação com os Ministérios da Educação e da Cultura para a criação e desenvolvimento de uma Rede de Bibliotecas Escolares no Concelho de Braga. Em 2017 e 2018 foram assinadas adendas ao acordo para que mais bibliotecas pudessem pertencer à rede, num processo que agora foi alargado a mais instituições.

Carla Sepúlveda, vereadora da Educação da Câmara Municipal de Braga, explicou que foram integrados nos acordos que têm vindo a ser celebrados os 12 Agrupamentos de Escolas públicas do Concelho de Braga, o Conservatório de Música Calouste Gulbenkian, o Município de Braga e a Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva. “No dia em que abrimos a Semana da Leitura, contamos ainda com mais parceiros que se juntam a nós para uma melhoria substancial da qualidade desta rede. Já consideramos que Braga é ‘Cidade Leitora’, mas o objectivo é que contagiemos cada vez mais a comunidade para a importância da leitura, do texto, do pensamento crítico”, referiu.

Tendo por base a colaboração, este projecto pretende incentivar à criação de redes de trabalho entre as diferentes bibliotecas escolares e a Biblioteca de Leitura Pública, rentabilizando as potencialidades oferecidas pelas tecnologias de informação e comunicação e estimulando a criação e consolidação de plataformas digitais e de catálogos colectivos de incidência concelhia ou interconcelhia. Desta forma, reconhece-se a sua função educativa, informativa, formativa e o seu contributo para a gestão partilhada das colecções e a boa rentabilização de recursos, promovendo a articulação e a cooperação entre a Autarquia e a Rede Nacional de Bibliotecas Públicas (RNBP).

“Desde o espaço escola, ao Centro Qualifica, ao centro de dia ou lar de terceira idade, as bibliotecas têm estado bem presentes na dinamização de actividades que fomentam a leitura e tudo o que lhe está associado a nível pedagógico e lúdico. Uma cidade cada vez mais voltada para a aprendizagem ao longo da vida é aquela que tem a capacidade de alargar parcerias e assumir compromissos colaborativos com o objectivo de melhorar o acesso de toda a comunidade à leitura”, concluiu Carla Sepúlveda.

O desenvolvimento de uma Rede de Bibliotecas mais alargada e sustentada requer uma estratégia continuada e dinâmica de rentabilização e de partilha de recursos e de trabalho colaborativo mais amplo e diversificado em diferentes dimensões de acção humana e foi neste sentido que a Rede de Bibliotecas de Braga (RBB) deliberou a admissão de novos parceiros cooperantes da rede. O desiderato passa por uma resposta colectiva e institucional de compromisso com o território do Concelho de Braga, consolidando práticas que promovam a leitura em todas as faixas etárias para cimentar cada vez mais a aprendizagem ao longo da vida.

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS