Domingo, Agosto 7, 2022
24.4 C
Braga
InícioBragaPrograma de Aceleração da Startup Braga arrancou com foco no Digital, Saúde...

Programa de Aceleração da Startup Braga arrancou com foco no Digital, Saúde e Biotecnologia

© InvestBraga

Arrancou esta quarta-feira, 16 de fevereiro, a 7ª edição do Programa de Aceleração da Startup Braga, powered by Altice. O programa terá a duração de quatro meses, culminando com o demo day, a 26 de maio, e servirá para as equipas trabalharem o seu modelo de negócio, potenciando a sua validação e desenvolvimento, no acesso a mercados internacionais e financiamento.

Ao todo, a Startup Braga recebeu cerca de 60 candidaturas, provenientes de 8 países, tendo selecionado 11 projetos de elevado potencial para participar nos vários bootcamps do programa.

Para Luís Rodrigues, diretor da Startup Braga, o volume de candidaturas é um sinal da vitalidade de um ecossistema vibrante, sendo que “os projetos escolhidos são, talvez, os mais promissores, ainda que tenha sido grande o desafio até encontrar este lote final de projetos”. “Encontrámos equipas e projetos realmente interessantes, mas sabíamos que seria impossível desenvolver um programa de aceleração com qualidade se a barreira fosse além dos 10/12 projetos”, acrescenta.

O programa tem como parceiros oficiais a Altice e a Microsoft, e pretende munir os empreendedores com conhecimentos práticos em temas como o roadmap do produto, a estratégia de propriedade intelectual, as vendas e desenvolvimento do negócio, a internacionalização ou a procura de investimento, através da exposição permanente dos projetos a uma vasta rede de formadores e mentores.

“Esta oportunidade que criámos para os empreendedores será essencial para alimentar continuamente o ecossistema empreendedor português, formando mais e melhores empreendedores para que possam evitar erros e contornar as dificuldades com resiliência”, realça Luís Rodrigues.

Estruturado a partir de oito bootcamps, uma das novidades do programa passa pela deslocalização de algumas das sessões de trabalho, potenciando o contacto dos empreendedores com contextos reais de investigação e desenvolvimento de tecnologia, resultado das parcerias estabelecidas com o INL (International Iberian Nanotechnology Laboratory) e a Subvisual. “Contamos, desde a primeira hora, com o apoio destas entidades para levarmos a cabo as ações de formação em ambientes diretamente relacionados com os temas dos bootcamps”, destaca Luís Rodrigues, salientando a importância que isso trará para as equipas.

O programa destaca-se pela predominância de projetos em áreas como o Digital, a Saúde ou a Biotecnologia, e conta com a participação das equipas AgroGrinTech, AIdeal, Birdie, Comedtech, IplexMed, Original Courtesy, Ovantis, ReHumanizArt, ReviewPad, Unblind e We Can Charge.

De recordar que o hub de inovação acelerou 65 startups que são, atualmente, responsáveis por grande parte do investimento angariado pela comunidade da Startup Braga, que ultrapassa a fasquia dos 350 milhões de euros. 

Sessão de apresentação serviu para primeiro contacto com empreendedores

A sessão de apresentação das equipas, que marcou o kick off do programa, contou com um conjunto de painéis que desafiaram os empreendedores a pensar a importância do compromisso com o projeto, bem como com o ecossistema, tendo também servido para a partilha de experiências e dicas sobre como encarar um programa de aceleração.

O primeiro, dedicado aos parceiros do programa, juntou Pedro Carvalho, da Altice Portugal, entidade que dinamizará diferentes talks e sessões de mentoria ao longo do programa, Ana Vila, do INL, instituição que acolherá o bootcamp dedicado à estratégia de propriedade intelectual, e Alexandre Mendes, da Subvisual, que receberá o bootcamp que incidirá sobre temas relacionados com o roadmap do produto.

Com olhos postos no futuro, todos os oradores destacaram a importância de Portugal ser um viveiro de alguns dos mais relevantes unicórnios da Europa, acreditando que os próximos anos serão importantes para o crescimento e consolidação do ecossistema de inovação português.

Já a segunda mesa-redonda contou com a participação de André Santos (Nutrium), Paulina Piairo (RUBYnanomed) e Sónia Ferreira (BestHealth4U), três empreendedores da comunidade que já passaram pelo programa de aceleração e que acabaram por partilhar as suas experiências e dicas sobre como tirar o máximo proveito dos quatro meses de trabalho com a Startup Braga.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS