Domingo, Abril 14, 2024
18.6 C
Braga
RegiãoPóvoa de LanhosoPóvoa de Lanhoso plantou 50 espécies autóctones

Póvoa de Lanhoso plantou 50 espécies autóctones

© CM Póvoa de Lanhoso

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso assinalou o Dia da Árvore e da Floresta com a plantação de várias espécies autóctones, no alto de São Mamede, numa iniciativa que foi levada a efeito pela Divisão do Ambiente, pelo Gabinete Técnico Florestal e pelo Serviço Municipal da Proteção Civil.

Para participar nesta ação foram convidados alunos da Epave, da Escola Secundária, do Jardim de Infância de Simães e os seniores do Centro Social de Monsul que aceitaram o convite e ajudaram nesta tarefa de reflorestação.

Foram 50 as árvores plantadas de diferentes espécies autóctones e nativas da floresta, designadamente carvalhos nacionais, tramazeiras, borrazeiras pretas, medronheiros, loureiros, lódãos bastardos, bétulas e amieiros.

Associaram-se ainda a esta iniciativa a GNR, através do Comando Distrital da GNR de Braga, o Destacamento Territorial da GNR da Póvoa de Lanhoso, bem como as valências do SEPNA (Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente) e da UEPS (Unidade de Emergência, Proteção e Socorro) e ainda a ANEPC (Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil).

O presidente da Câmara Municipal, Frederico Castro, acompanhado pelo vereador do Ambiente, Paulo Gago, agradeceu a todos a presença, reforçando “o quão importante é a natureza e o ambiente e utilidade deste ato simbólico que é plantar uma árvore, transversal a todas as gerações, desde os mais pequeninos de 3 e 4 anos aos mais idosos, de 80 e 90 anos, também aqui presentes! Temos de contribuir para a preservação desta casa comum que é o planeta terra e de transmitir esta mensagem a todos”.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES