Quarta-feira, Junho 16, 2021
19.5 C
Braga
InícioBragaPlano de Recuperação e Resiliência em discussão na Universidade do Minho

Plano de Recuperação e Resiliência em discussão na Universidade do Minho

Universidade do Minho

A Universidade do Minho (UMinho), em parceria com o Ministério da Economia e Transição Digital, promove esta terça-feira, dia 11 de maio, uma sessão restrita que pretende debater com os empresários da região os desafios e oportunidades do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

A iniciativa irá contar com a presença do ministro de Estado, da Economia e Transição Digital, Pedro Siza Vieira, e acontece no edifício da Reitoria da Universidade do Minho.

A sessão terá início às 17:40 com uma intervenção do reitor da UMinho, Rui Vieira de Castro. Segue-se, às 17:45, uma mesa redonda que irá debater “Desafios e Oportunidades do PRR” e que contará com a presença dos ex-alunos da UMinho, António Carlos Rodrigues (Grupo Casais), Graça Coelho (Cachapuz) e Mário Jorge Machado (Estamparia Adalberto). Irá encarregar-se da moderação da conversa o professor da Escola de Economia e Gestão, Fernando Alexandre. Antes de um momento de debate, o Ministro Pedro Siza Vieira fará a sua intervenção na sessão que termina às 19:30.

O PRR, entregue, em abril, pelo Governo Português à Comissão Europeia, é um documento estratégico, onde estão plasmadas reformas estruturais fundamentais para assegurar a saída da crise pandémica e garantir um futuro resiliente para Portugal. Na base deste documento esteve uma estreita colaboração entre o Governo e a Comissão Europeia. O Plano de Recuperação e Resiliência contou ainda com contributos de mais de 1.700 entidades distintas, apresentados durante o período de consulta pública. Na sequência desta auscultação à sociedade, o PRR evoluiu, designadamente pela integração de novas componentes, pela possibilidade de recurso a um montante mais substancial de empréstimos levantados pela Comissão Europeia e pelo aumento do financiamento direcionado a empresas.

Com efeito, o PRR beneficia de um envelope financeiro total de 16.643 milhões de euros, composto por 13.944 milhões de euros em subvenções e por 2.699 milhões de euros em empréstimos, com o investimento centrado em três grandes áreas temáticas: resiliência, transição climática e transição digital. Está ainda prevista a possibilidade de, em função da capacidade de absorção do financiamento por parte da procura privada, o montante direcionado às empresas, pelas áreas de capitalização e investimento produtivo, poder ser incrementado até 2.300 milhões de euros adicionais.

O PRR será agora avaliado pela Comissão Europeia e, posteriormente, submetido à aprovação do Conselho Europeu.

Apoie a Braga TV

O apoio dos nossos leitores é fundamental para garantir que a Braga TV continue a ser um canal de informação de referência na região.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS