Quarta-feira, Dezembro 8, 2021
7.3 C
Braga
InícioBragaMovimento alerta Câmara sobre alterações climáticas devido ao abate de árvores em...

Movimento alerta Câmara sobre alterações climáticas devido ao abate de árvores em Braga

 

© Carlos Dobreira

O movimento cívico “SOS Árvores de Braga” enviou uma carta aberta ao Executivo Municipal para alertar sobre as alterações climáticas causadas pelo abate de árvores no concelho.

O SOS Árvores de Braga afirmou que “nos dois mandatos anteriores desapareceram centenas de árvores das ruas do concelho, contrariando os imperativos científicos que nos avisam das alterações climáticas, das quais já se sente o agravar das consequências”.

O grupo de cidadãos que integra a lista do movimento explicou as consequências das alterações climáticas no concelho, uma vez que foram “rejeitados os apelos” do movimento para “um regulamento municipal do arvoredo”.

“Os efeitos das alterações climáticas previstos em Braga incluem o aumento de dias de calor extremo, dos períodos de seca, da frequência de fenómenos de pluviosidade extrema e inundações no concelho, acarretando graves consequências sobre as pessoas mais frágeis e sobre as atividades económicas. É urgente a adaptação do concelho às alterações climáticas e as árvores são fundamentais pela sua acção local, filtrando a poluição, providenciando sombra e resguardo do sol inclemente, atenuando as ilhas de calor urbano, retendo água e sequestrando carbono de forma permanente, constituindo autêntico tesouro e património do concelho. Vimos serem abatidas ou agredidas árvores sãs de forma arbitrária ou, pior, de forma prepotente. Vimos serem rejeitados os apelos a um regulamento municipal do arvoredo, que promova e sistematize as intervenções da autarquia e terceiros no planeamento, implantação, gestão e manutenção do arvoredo, tipifique as infrações mais frequentes, regule contraordenações e fixe as respetivas coimas, criando as condições para proteger e expandir o arvoredo”, alertou.

O movimento demonstrou o seu contentamento com a Lei n.° 59/2021, de 18 de agosto, que “vem pôr um travão às políticas arboricidas, impondo o fundamento científico para as podas e cortes, bem como a criação do regulamento municipal do arvoredo urbano, dando assim ferramentas aos cidadãos para o escrutínio da actividade municipal”. 

O SOS Árvores de Braga dispõe-se “a colaborar com o Município para o desenvolvimento do futuro colectivo, ajudando a encontrar soluções que permitam a regeneração arbórea do concelho enquanto concretizem o necessário desenvolvimento urbano, obrigatórias acessibilidades e desejada mobilidade urbana sustentável”.

Teste BTV

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS