Domingo, Setembro 19, 2021
16 C
Braga
InícioPaísJuventude Popular quer que Francisco Ramos seja substituído por Forças Armadas

Juventude Popular quer que Francisco Ramos seja substituído por Forças Armadas

República Portuguesa

Francisco Mota, presidente da Juventude Popular, veio a público exigir a atuação do primeiro-ministro e do presidente da República para as Forças Armadas substituírem Francisco Ramos, coordenador da “Task Force” para o Plano de vacinação contra a Covid-19 em Portugal.

Em causa estão as afirmações do coordenador que admitiu numa entrevista à SIC que as pessoas que receberam a vacina indevidamente vão receber a segunda dose.

Segundo o líder da Juventude Popular, “atualmente, a vacina é um bem raro, fundamental no combate à pandemia, o que obriga a uma administração rigorosa, transparente e criteriosa, mas infelizmente o que temos assistido é precisamente o seu contrário. Tudo atabalhoado, com os profissionais de saúde a dar o seu melhor todos os dias, mas com falhas gritantes na coordenação e planeamento por parte de quem lidera”.

Para o centrista, “Francisco Ramos está a rotular os portugueses que se indignam, e não são alguns, são todos, com esta sua falta de competência, por um lado e por outro, do aproveitamento que dirigentes políticos fizeram de uma vacina que ainda não tinham direito”, sendo “inaceitável que a impunidade continue a imperar”.

Para Francisco Mota, o coordenador “não tem mais condições para continuar no cargo”. “Se os atuais generais não dão conta da guerra, que sejam substituídos. É necessário uma outra atitude e competência para salvar Portugal. É hora de seguirmos o exemplo de outros países europeus e delegarmos nas Forças Armadas este processo que, com a sua experiência logística, organizacional e os seus recursos humanos de enfermagem e medicina, permitem libertar os centros de saúde e os recursos do SNS de mais uma tarefa que está a obrigar a suspender todos os outros compromissos clínicos”, sublinha.

O líder afirma que deveriam ser usados multiusos para garantir uma vacinação permanente, centralizada e massiva.

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS