Sexta-feira, Abril 12, 2024
20.5 C
Braga
PolíticaLegislativasHugo Soares defende “prioridade máxima para salvar a escola pública”

Hugo Soares defende “prioridade máxima para salvar a escola pública”

© Aliança Democrática

“Vamos salvar a escola pública. É uma emergência que assumimos como a maior de todas as prioridades, porque é o futuro do país todo que está em causa”, garantiu o cabeça de lista da Aliança Democrática no distrito de Braga, Hugo Soares, num debate aberto sobre a educação que a coligação PSD/CDS/PPM promoveu em Braga, com professores e representantes das comunidades educativas.

Frisando que “a escola é o maior elevador social”, Hugo Soares deu conta da “determinação de Luís Montenegro para, sendo eleito para liderar o próximo governo de Portugal, implementar em 60 dias um conjunto de medidas para erradicar o clima de instabilidade e de descredibilização a que o governo do PS condenou a escola pública e o ensino em Portugal”.

Numa iniciativa que contou com a participação do presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, e do especialista em matéria de educação e candidato a deputado Alexandre Homem Cristo, foram enunciadas as propostas da Aliança para “valorizar os professores, a autonomia das escolas e reverter a quebra de Portugal nos índices de avaliações internacionais no ensino”.

O mandatário distrital da Aliança Democrática, Paulo Cunha, moderou o espaço de debate, onde professores e diretores de agrupamentos, representantes de associações de pais, pessoal não docente e também alunos partilharam preocupações e questões, como “a burocracia nas escolas, a inclusão das crianças antes dos 3 anos de idade, a diferenciação de meios rurais e urbanos, as mudanças constantes de governos e ministros”.

Alexandre Homem Cristo destacou “a necessidade de reconhecer a importância dos professores, atrair novos docentes e recuperar integralmente o tempo de serviço congelado aos professores, o que acontecerá de forma faseada nos próximos 5 anos (20% ao ano)”.

“O objetivo é modernizar o sistema educativo elevar exigência sem deixar alunos para trás, implementando provas de aferição (e não exames) no 4º e no 6º anos de escolaridade, apoiar os alunos em risco de insucesso escolar. A Aliança propõe o programa ‘Aprender Mais Agora’ (A+A), um plano de recuperação da aprendizagem adequado aos alunos”, destacou Alexandre Homem Cristo.

Na conclusão dos trabalhos, Hugo Soares deixou o desafio para “a mudança segura”, que permita “um novo caminho que vamos fazer, em conjunto, reconhecendo e valorizando os professores e com a participação e o envolvimento de todos os atores e agentes da comunidade educativa, dos alunos e pais aos municípios”.

“Os resultados dos últimos 8 anos na educação são preocupantes e mesmo dramáticos. Sofrem os professores, os alunos e as famílias. Temos falta de professores, multiplicam-se as greves e as manifestações, sucedem-se situações graves de indisciplina. Precisamos mesmo de mudar”, concluiu o líder da candidatura da Aliança Democrática em Braga.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES