Quinta-feira, Agosto 11, 2022
18.9 C
Braga
InícioRegiãoVila Nova de FamalicãoFamalicão de luto pela morte de Monsenhor Joaquim Fernandes

Famalicão de luto pela morte de Monsenhor Joaquim Fernandes

DR

Mário Passos, presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, decretou dois dias de luto municipal pela morte de Monsenhor Joaquim Fernandes, personalidade incontornável do concelho famalicense. A bandeira do Munícipio nos Paços do Concelho estará, assim, a meia haste até ao dia de amanhã. 

Monsenhor Joaquim Fernandes tinha 105 anos e faleceu esta terça-feira, em Vila Nova de Famalicão, concelho onde nasceu e onde vivia, vítima de doença prolongada. O funeral irá realizar-se amanhã, pelas 15:30, na Igreja de Mouquim. 

Nascido em 1916, na freguesia de Mouquim, frequentou os Seminários de Braga cujo curso concluiu em 1945. Foi ordenado em 8 de julho desse ano, sendo a Missa Nova realizada uma semana depois. Em 6 de fevereiro de 1946 foi nomeado coadjutor da Igreja de Santo Adrião, em Vila Nova de Famalicão, ascendendo a Pároco e Acipreste do Concelho, oito anos depois. Foi Vigário Episcopal com D. Francisco Maria da Silva e, depois, com D. Eurico Nogueira. Foi nomeado Cónego da Sé de Braga por D. Francisco Maria da Silva e, mais tarde, nomeado Monsenhor pela Santa Sé. 

Sacerdote com uma ação de largos anos na propagação da fé e em obras de solidariedade social em Famalicão, criou, por sua força, esforço e vontade, o atual Centro Pastoral e Cívico, a nova Igreja Matriz, a Creche – Mãe e Jardim-Escola e a Residência Paroquial. Em novembro de 1996, foi inaugurado o Centro de Dia (para idosos) no Bairro de Mões, obra que se lhe fica a dever e que, talvez por isso, leva o seu nome. Após a sua resignação, em 1995, passou a viver na sua quinta, em Mouquim.

“Lamento profundamente o desaparecimento deste ilustre famalicense. Monsenhor Joaquim Fernandes era uma referência maior. Uma vida cheia. Em meu nome pessoal, deixo publicamente o meu profundo reconhecimento. Na qualidade de Presidente da Câmara, presto-lhe a mais sentida homenagem de toda uma comunidade. Até sempre, Monsenhor!”, escreveu Mário Passos nas suas redes sociais.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS