Domingo, Maio 19, 2024
15.6 C
Braga
RegiãoEsposendeEsposende vai distinguir quatro cidadãos e dez funcionários

Esposende vai distinguir quatro cidadãos e dez funcionários

© CM Esposende

O Município de Esposende vai distinguir, no Dia da Cidade e do Município, a 19 de agosto, data que assinala o 30.º aniversário da elevação a cidade e os 451 anos de Esposende, quatro cidadãos, em reconhecimento pelo contributo que prestaram para o engrandecimento e a projeção do concelho. Serão agraciados também dez funcionários municipais que completaram 25 anos de serviço efetivo na Câmara Municipal de Esposende. As propostas de condecorações municipais foram aprovadas, por unanimidade, na reunião de Câmara realizada hoje.

Assim, a Medalha de Honra do Concelho será atribuída ao cidadão José Francisco Brás Marques, enquanto a Medalha de Mérito Municipal será atribuída aos cidadãos Manuel de Jesus Losa, António José Morais Figueiral Conde e a José Maria Vieitas de Amorim.

Pelo zelo e profissionalismo com que desempenharam as suas funções, ao longo de 25 anos, na Câmara Municipal de Esposende, serão distinguidos: António da Silva Carneiro, António de Abreu Sampaio, António Jorge da Cruz Lima de Sá, Carla Sofia dos Santos Lemos Ferreira, José Augusto Losa do Casal, José Maria Fernandes da Cunha, Maria de Fátima da Costa Sampaio, Marta Maria de Sá Fernandes, Miguel Filipe Moreira da Silva, Raquel Maria da Silva Almeida Campos.

José Francisco Brás Marques, advogado, entregou-se a diversas causas sociais e políticas. Serviu, como militar, em Angola, entre 1963 e 1965, prosseguindo a carreira militar nos cinco anos seguintes. Enquanto político, após o 25 de Abril de 1974, fez parte, como vogal, da Comissão Administrativa que dirigia os destinos do concelho. No ano de 1975 foi Candidato a Deputado à Assembleia Constituinte, pelo distrito de Braga, na lista do PPD. Após os acontecimentos do 25 de novembro de 1975, passou a presidir à Comissão Administrativa, com mais dois elementos do PPD e dois do PS.

Publicou várias obras relacionadas com Esposende, postura que lhe valeu o reconhecimento com inúmeras condecorações e louvores. Na mais recente homenagem levada a cabo na Fundação Eugénio de Almeida, em que intervieram vários Professores Catedráticos de três universidades do Porto: Universidade Católica do Porto, Universidade do Porto e a Universidade Fernando Pessoa.

O padre Manuel De Jesus Losa estudou Teologia na Hochschule Sankt Georgen, Frankfurt am Main e foi ordenado Sacerdote em 15 de julho de 1973, na Igreja Jesuíta do Porto e Canta Missa Nova em Marinhas no dia 22 de julho de 1973. Em 1974 foi estudar Filologia Clássica para a Università degli Studi di Roma, onde permaneceu, até 1975, ano em que regressa ao seu País, para lecionar Clássicas na Faculdade de Filosofia, em Braga, o que fez até ao ano de 2006.

Reconhecido pelas inúmeras obras que traduziu, nomeadamente sobre Literatura Grega, sendo agora agraciado pelo seu percurso, nomeadamente a missão espiritual de apoiar e orientar na Fé as nossas comunidades, ao longo de 50 anos de sacerdócio.

António José Morais Figueiral Conde foi um dos fundadores da Zendensino, em 1999, ocupando a presidência da instituição durante 17 anos. A sua entrega inquestionável a esta instituição levou-o a ocupar, para além das funções de presidente, muitos outros cargos, nomeadamente responsável pela área administrativa e financeira da Escola de Música de Esposende.

A José Maria Vieitas de Amorim é reconhecida a dedicação no voluntariado dirigente, nomeadamente o trabalho desenvolvido na delegação de Marinhas da Cruz Vermelha Portuguesa, instituição que abraçou desde o início, em 1993 e da qual foi presidente durante quase 17 anos.

A entrega das condecorações municipais terá lugar na sessão solene do Dia da Cidade e do Município, prevista para as 11:00 do dia 19 de agosto, na Praça D. Sebastião, em Esposende.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES