Sábado, Outubro 23, 2021
16.2 C
Braga
InícioPaísEixo Atlântico cria novas comissões para o desenvolvimento local conjunto da Euro-Região

Eixo Atlântico cria novas comissões para o desenvolvimento local conjunto da Euro-Região

CM Braga

O Eixo Atlântico aprovou, em sede de XXIX Assembleia-Geral e por unanimidade das 39 cidades que agora o integram, a criação de cinco comissões políticas para desenhar a nova fase de desenvolvimento e adaptação a uma nova era pós-pandémica naquela que é a terceira zona com mais habitantes da Península Ibérica e a décima na Europa, com 7 milhões de habitantes.

As novas comissões são a comissão de regeneração urbana, inovação, sustentabilidade, economia e política social. A criação destas comissões representa uma nova estratégia do Eixo Atlântico, que evolui para o desenvolvimento local conjunto entre cidades do Norte de Portugal e da Galiza, em prol de uma Euro-região mais coesa.

De acordo com Ricardo Rio, presidente do Eixo Atlântico e da Câmara Municipal de Braga, “o avançar para este novo paradigma do desenvolvimento local conjunto, sem fronteiras, representa um passo em frente na cooperação transfronteiriça que se tem verificado nos últimos 28 anos de existência do Eixo”.

“Queremos rentabilizar os recursos para estes territórios, estamos a trabalhar para delinear estratégias comuns e é fundamental termos uma voz forte, afirmando o Eixo como o interlocutor natural das estruturas de poder local e dos governos dos dois países, que por vezes demoram demasiado a corresponder às necessidades e anseios dos cidadãos desta euro-região”, disse, adiantando “ser essencial esse desenvolvimento social-económico ser baseado na inovação, sustentabilidade e solidariedade social”.

Também o secretário-geral do Eixo, Xoán Vázquez Mao, considera que o passo dado nesta Assembleia “marca uma nova etapa, a quarta na história do Eixo”, mas talvez a mais determinante pelas circunstâncias atuais e pelo que irá representar no futuro próximo. “É uma etapa durante a qual pretendemos atingir em dez anos o PIB médio da União Europeia”, sustenta.

Na Assembleia-geral foi aprovado um orçamento operacional para 2021 de 4 milhões de euros, 84% do qual é destinado a programas de desenvolvimento conjunto em áreas tão diversas como a cultura, desporto, promoção turística ou ambiente. Foram também integrados no Eixo os Municípios de Amarante e Gondomar, do distrito do Porto, e a província de Ourense e o Município de Pontearias, na Galiza.

O Eixo Atlântico é uma organização integrada por 39 cidades da Região Norte de Portugal e da Galiza, independentes dos seus estados e autonomias. Em 1995 era integrada por 13 Municípios portugueses e galegos e, desde então, verificou-se um aumento de 200% dos seus integrantes para cooperarem em projetos transfronteiriços.

Apoie a Braga TV

A Braga TV precisa do seu contributo, caro leitor.

Contribua com o seu donativo para que possamos continuar a dar informação aos nossos leitores.

Apoie aqui.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS