Quarta-feira, Fevereiro 21, 2024
15.6 C
Braga
InícioReportagemCrianças cumpriram tradição e cantaram os Reis na Sé de Braga

Crianças cumpriram tradição e cantaram os Reis na Sé de Braga

© Sandra Antunes

Como tem sido tradição, os alunos do Jardim de Infância Quinta das Hortas, da Escola Básica das Parretas e da Escola Básica da Sé voltaram a cantar os Reis na Sé de Braga.

A iniciativa teve este ano uma vertente solidária em que as crianças foram desafiadas a doar um bem alimentar para a Cáritas de Braga.

© Sandra Antunes

Luís Pedroso, presidente da União de Freguesias de Maximinos, Sé e Cividade, parabenizou a comunidade educativa por manter viva esta tradição, assim como outras iniciativas que têm sido feitas ao longo do ano, tais como as Marchas de Santo António e a representação teatral de São Geraldo, padroeiro da cidade de Braga.

“A EB1 da Sé, juntamente com as crianças do Jardim de Infância da Quinta das Hortas, continuam a repetir esta iniciativa que se vai perpetuando no tempo e que já faz parte do nosso calendário. Isto também é uma forma de mostrar a estes miúdos que temos a obrigação de festejar os reis. Já não estamos bem na época, mas o calendário escolar assim o exige e, acima de tudo, quero realçar que esta escola teima em manter estas tradições como as Marchas de Santo António e a festa de São Geraldo, sendo que estas boas práticas são bastante saudáveis. O meu agradecimento ao pessoal docente e não-docente desta escola por precisamente nos proporcionar isto todos os anos”, referiu o autarca.

© Sandra Antunes

Por seu turno, o Cónego José Paulo Abreu, Deão da Sé Catedral de Braga, realçou a importância de manter estas tradições de geração em geração. “Além de ser um momento de expressarmos bons sentimentos, no fundo, esta é uma forma destas crianças desejarem um bom ano, sendo uma festa cimentada numa cultura e numa tradição. As tradições vão sendo levadas de geração em geração e uma geração tem que a passar à seguinte”, disse.

© Sandra Antunes

João Nogueira, presidente da Direção da Cáritas Arquidiocesana de Braga, agradeceu os donativos que foram doados neste Encontro de Reis. “Agradecemos imenso a toda a comunidade educativa, aos seus pais, aos seus professores, a todos os meninos e à Sé Catedral porque estão são sempre recetivos e implementam um cunho solidário nas suas ações e isso é gratificante”, salientou.

Em representação da Câmara Municipal de Braga esteve presente João Medeiros, assessor nos Pelouros da Educação, Inovação e da Coesão Social do Município. “Braga é uma cidade de tradições que têm de ser perpetuadas sempre que haja uma oportunidade. Esta iniciativa, para além do lugar icónico que representa, é também uma forma de cidadania para com os mais novos, ou seja, perpetuar tudo aquilo que os avós outrora também já viveram. Nós, com estas crianças, tendemos sempre a perpetuar tudo de bom o que tem de tradição em Braga”, finalizou.

A iniciativa encheu a Sé Primaz de pais, avós e familiares com o objetivo de desejar um bom ano à comunidade. O momento contou ainda com presença de Carla Sepúlveda, vereadora da Educação da Câmara Municipal de Braga.

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES