Sexta-feira, Abril 12, 2024
25.6 C
Braga
AtualidadePolíticaConheça as 25 medidas que a CDU quer para o distrito de...

Conheça as 25 medidas que a CDU quer para o distrito de Braga

© CDU Braga

(Sandra Cardoso afirmou que sendo eleita para a Assembleia da República será a voz da região no Parlamento.)

A CDU realizou uma sessão de apresentação pública de 25 medidas “urgentes” que os seus deputados eleitos pelo Círculo de Braga levarão à Assembleia da República.

A mesa da ação foi composta por Sandra Cardoso, 1.ª candidata, Torcato Ribeiro, Mandatário Regional, e João Baptista, candidato à Assembleia da República.

Na apresentação da iniciativa, Torcato Ribeiro afirmou que “o futuro do país não será alterado se não se alterar a relação de forças políticas e eleitorais, com uma significativa e reforçada votação no PCP e na CDU, em que estes assumam um novo protagonismo por via do reforço da sua votação e presença parlamentar. Que não haja qualquer dúvida ou hesitação! Essa é a alternativa que o povo tem nas suas mãos para romper com a continuidade das políticas de PS, ou de PSD e CDS, em que contaram com aqueles que são hoje dirigentes da IL e do Chega”.

Acrescentou que “a eleição de deputados da CDU no distrito de Braga é determinante para envolver e responder à luta dos seus trabalhadores e das suas populações. Como mais uma vez ficou provado, a ausência do deputado CDU do distrito é profundamente negativa. Pelos problemas que não são levantados. Pelas medidas que não são propostas. Pela intervenção política que não se faz no momento certo”.

Sandra Cardoso afirmou que sendo eleita para a Assembleia da República será “a voz da região no Parlamento”. “Nos contactos realizados nas últimas semanas, nos encontros tidos com instituições, organizações, trabalhadores e população do distrito, apuramos um conjunto de questões que reclamam solução célere, cuja concretização dependerá da composição da próxima Assembleia da República e da eleição de deputados da CDU pelo Círculo de Braga”, disse.

As 25 medidas para a região de Braga apresentadas pela CDU são:

  1. Nova Ala de cirurgia no Hospital de Braga
  2. Melhoria do Hospital de Vila Nova de Famalicão
  3. Novo hospital em Barcelos
  4. Desenvolvimento da rede de Centros de Saúde para resposta em termos de médicos e enfermeiros de família, reabrindo as unidades encerradas durante o COVID e que se mantiveram fechadas, como por exemplo em Esposende e Famalicão
  5. Ligação ferroviária direta entre Braga e Guimarães
  6. Concretizar um sistema de mobilidade público integrando o quadrilátero Braga – Guimarães – Famalicão -Barcelos
  7. Concretizar a intermodalidade tarifária
  8. Redução do preço dos passes sociais nos transportes públicos
  9. Conclusão do projeto da Variante do Cávado
  10. Abolição das portagens na A28
  11. Construção do Nó da A11 em Vizela
  12. Requalificação e integração do Plano Rodoviário Nacional da VIM – Vizela/Joane
  13. Criação de uma rede pública de creches
  14. Construção de novas residências estudantis na Universidade do Minho e requalificação das atuais
  15. Realização de obras nas escolas que ainda não foram alvo de requalificação
  16. Promoção da inclusão e da igualdade de oportunidade para todas as crianças
  17. Criação de uma rede pública de apoio à 3ª idade
  18. Construção de nova habitação pública em articulação com os municípios
  19. Requalificar os bairros do IHRU e das autarquias
  20. A defesa do Parque Nacional Peneda-Gerês e do Parque Natural Litoral Norte, nomeadamente com a recuperação de uma Direcção própria, autónoma, para cada área protegida
  21. Despoluição e requalificação das margens do Rio Cávado, do Rio Ave e do Rio Vizela
  22. Defender os baldios e a agricultura familiar
  23. Construção da Barra de Esposende
  24. Revogação da caducidade da contratação coletiva e medidas que promovam o aumento dos salários em setores expressivos na região, como o Têxtil, Calçado, Cutelarias, Comércio e Hotelaria
  25. Repor as freguesias extintas sempre que for essa a vontade da população

Para a CDU, “são questões de importância estratégica para a região que, pese embora sejam reconhecidas como necessárias, persistem por resolver”.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES