Segunda-feira, Abril 15, 2024
16.1 C
Braga
RegiãoGuimarãesCentro de Inovação Vitrus Ambiente vai nascer em Guimarães

Centro de Inovação Vitrus Ambiente vai nascer em Guimarães

© VITRUS

O Centro de Inovação Vitrus Ambiente (CIVA) vai ser implementado em Guimarães, com o objetivo de receber e desenvolver projetos relacionados com a área do ambiente, complementando e otimizando os vários serviços da empresa municipal, numa parceria com a Câmara Municipal, permitindo ainda a intervenção de entidades públicas e privadas, num espaço de produção e partilha de conhecimento, aberto à comunidade em geral.

O projeto CIVA vai ser implementado na Casa de Dardos, em Creixomil, espaço que é confrontado com a horta pedagógica (norte) e o Multiusos de Guimarães (poente), numa área de implantação edificada de cerca de 500 m2 que será reabilitada.

O presidente da Câmara de Guimarães, Domingos Bragança, visitou o espaço onde vai nascer este novo centro de inovação, acompanhado pelos representantes do Conselho de Administração da VITRUS, Sérgio Castro Rocha e João Pedro Castro

Domingos Bragança enalteceu a abrangência do projeto na área ambiental, reconhecendo que “será um espaço de aprofundamento de conhecimento para Guimarães e para a região, ao permitir a criação e execução de novos projetos pela comunidade na área da inovação e educação ambiental. Assim, continuamos o caminho que o Município de Guimarães foi pioneiro na área da preservação do ambiente, cimentando o desígnio da sustentabilidade para atingir os objetivos para a neutralidade climática até 2030”, referiu.

Em representação da VITRUS, Sérgio Castro Rocha, evidenciou o “projeto único e inovador”, que irá projetar Guimarães como uma referência na produção e partilha de conhecimento.

“Através deste Centro de Inovação, pretendemos receber ideias e propostas, com grande abertura à comunidade de Guimarães, em complemento com a atividade que a VITRUS desenvolve nas diversas áreas de intervenção. Seremos parceiros dos vimaranenses, no acolhimento e implementação das iniciativas individuais, empresariais, académicas, assim como de instituições públicas ou privadas. Todos os contributos serão apreciados por equipas especializadas ou centros de investigação, otimizando os serviços que prestamos diariamente em prol de uma melhoria da qualidade de vida dos vimaranenses”, disse ainda.

Sérgio Castro Rocha sublinha ainda que “este é mais um passo estratégico e necessário para o crescimento da empresa, abrindo novos caminhos na consolidação do trabalho que temos vindo a desenvolver nestes últimos anos”.

Os projetos do CIVA, devidamente patenteados, serão implementados em Guimarães, podendo os mesmos serem replicados noutras áreas geográficas.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES