Domingo, Julho 14, 2024
15.1 C
Braga
AtualidadePolíticaCDU defende soberania alimentar do país

CDU defende soberania alimentar do país

O partido visitou o Banco Português de Germoplasma Vegetal, em Braga, dedicado à conservação da biodiversidade.

© CDU

Uma delegação da CDU, integrando Vítor Rodrigues, candidato ao Parlamento Europeu e vereador da Câmara de Braga, visitou o Banco Português de Germoplasma Vegetal (BPGV), em Braga, dedicado à conservação da biodiversidade.

Nesta visita, a CDU reafirmou o seu compromisso com “a necessidade de ser garantido financiamento via Orçamento do Estado para o normal funcionamento do BPGV tendo em conta as suas valências de repositório de material genético e vegetal, mas também de inovação e investigação”.

“A CDU tomou conhecimento da necessidade de reforço do número de trabalhadores nas diversas categorias profissionais, para além se ser necessária a sua devida valorização, de modo a garantir a completa autonomia deste organismo público. Nesta visita, ficou ainda evidente a justeza da reclamação da CDU de ser revertida a extinção das DRAP – Direções Regionais de Agricultura e Pescas, um processo levado a cabo pelo anterior governo, e mantido pelo actual. Isto porque, entre outras consequências, a passagem de património do Estado central para as CCDR – Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional, decorrentes da extinção das DRAP, tem trazido constrangimentos à actividade do INIAV – Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária. Para a CDU, é necessário garantir por completo a capacidade e a autonomia do INIAV quanto às suas funções”, refere o partido.

Para a CDU, “ficou evidente a necessidade de se dotar o Ministério da Agricultura de serviços de apoio técnico e extensão rural capazes de assegurar a transmissão e disseminação do conhecimento científico e tecnológico gerado pela investigação e experimentação”.

“Numa época em que as alterações climáticas colocam grandes desafios também no domínio da agricultura e da alimentação humana, em que o capitalismo engendrou o monopólio das sementes por um punhado de multinacionais, e em que a aplicação de técnicas de manipulação genética comporta importantes riscos, a CDU entende que se reforça a importância do BPGV como elemento estratégico de soberania, fundamental na conservação da biodiversidade usada para a alimentação, e sobretudo para a soberania alimentar do nosso país”, finalizou.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES