Sexta-feira, Julho 19, 2024
20.6 C
Braga
BragaBraga vai ter o maior parque eco monumental de Portugal

Braga vai ter o maior parque eco monumental de Portugal

Parque das Sete Fontes.

© CM Braga

A Câmara Municipal de Braga quer implementar o Parque das Sete Fontes nos próximos anos e será o maior parque eco monumental do país com uma área de 90 ha.

“Esta área irá também incorporar um parque versátil de 90 ha, dos quais 30 ha serão parque verde público e 30 ha serão área florestal privada, proporcionando um novo e melhorado espaço verde para a população, bem como a preservação da biodiversidade”, disse Ricardo Rio, presidente do Município.

Com um investimento de 1,5 milhões de euros, o projeto inclui também a regularização e ordenamento dos rios Torto, Panoias e Castro, assim como a renaturalização do rio Este, para proteger os habitats. “Pretende-se devolver o rio à cidade e aumentar a sua biodiversidade”, referiu o autarca.

Vai ser criado um corredor verde e uma ecovia ao longo do rio, restauradas as lagoas naturais, removidos os revestimentos de betão e repovoadas 2.000 trutas em colaboração com o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas.

O maior parque eco monumental de Portugal será dividido em três categorias territoriais: 30 hectares de parque verde público, 30 de área florestal privada e 30 de área urbana, com edifícios de dois a três pisos, miradouros e percursos pedestres.

Braga irá promover um conjunto de iniciativas que visam a monitorização da biodiversidade, a recuperação e preservação dos ecossistemas terrestres e aquáticos. Segundo o autarca, os relatórios fitossanitários são preparados regularmente, para avaliar a saúde e o estado das espécies vegetais nos espaços verdes, com a Câmara Municipal a apostar também na reabilitação do Parque das Camélias (3ha), bem como o Parque do Bom Jesus, com plantação de espécies autóctones e remoção de espécies invasoras. Destaque ainda para o Monte do Picoto que, em 2018, se tornou no maior Parque Urbano de Floresta Nativa do país (21,2 ha).

A tudo isto, acrescenta Ricardo Rio, “junta-se uma estratégia de educação ambiental que aposta no envolvimento de toda a comunidade, seja em projetos de conservação e restauração, ou em programas de voluntariado e atividades de plantação”. “A Quinta Pedagógica e o Centro de Educação Ambiental desempenham um papel crucial na divulgação de boas práticas no âmbito da educação ambiental e da protecção do solo. A campanha ‘Oxigenar Braga’, o ‘Concurso Escola Verde’, o livro ‘Animais de Braga’, o vídeo ‘Braga Natural’, o evento ‘GreenFest’, o projeto ‘Rios’ e o programa das hortas urbanas são outros dos exemplos da política ambiental implementada pelo Município”, finalizou Ricardo Rio.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES