Sábado, Fevereiro 24, 2024
10.7 C
Braga
InícioBragaBraga vai instalar 15 sensores no centro da cidade

Braga vai instalar 15 sensores no centro da cidade

DR

A Câmara Municipal de Braga vai testar, a partir da próxima semana, três soluções inovadoras na área da mobilidade sustentável. Os projetos, apresentados esta segunda-feira, foram selecionados pelo Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia (EIT), no âmbito do programa europeu “Challenge My City”.

A segurança das bicicletas e monitorização dos fluxos de ciclistas, a promoção da mobilidade ativa no centro da cidade e a melhoria da monitorização e uso de lugares de cargas e descargas são os três projetos que, segundo o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, “vão ajudar a conhecer a realidade com maior rigor”. “Com base nos resultados alcançados vamos ter condições para desenvolver políticas de mobilidade mais ajustadas ao nosso concelho”, referiu o autarca.

Ricardo Rio adiantou que os projetos, cujo financiamento europeu é de 180 mil euros, serão testados durante um período de seis meses.

O autarca recordou que Braga tem desenvolvido um “esforço coletivo para promover uma mobilidade mais sustentável, através de novas formas de locomoção na Cidade, mais eficiente e mais amiga do meio ambiente”. “É impossível pensar em politicas de mobilidade que não sejam alicerçadas em dados, em informação que nos ajude a perceber a realidade, a perceber as motivações das pessoas e a criar condições para que essas motivações possam ser correspondidas”, acrescentou na sessão que contou com a presença da vereadora Olga Pereira e de Maria Paula Caycedo, responsável da EIT Urban Mobility.

O primeiro projeto (“Telraam”) de segurança de bicicletas e monitorização de fluxos de ciclistas vai permitir a instalação de 15 sensores no centro da cidade com o objetivo de contabilizar e categorizar métricas, nomeadamente a contagem de usuários rodoviários, os meios de transporte e a velocidade estimada.

© CM Braga

Já o projeto “Walkflow” apresenta-se como uma solução de analise de padrões de movimento de pedestres no centro da cidade usando dados anónimos de localização móvel e dados agregadores de aplicação. Esta iniciativa vai permitir a caracterização do tipo de usuários, a origem/destino, a finalidade da atividade ou a frequência das viagens.

Por fim, o “Parkunload” pretende testar 25 zonas de estacionamento inteligentes para uma utilização mais eficiente das áreas de carga e descarga, reduzindo o congestionamento no centro da cidade. Através de uma aplicação móvel e sensores Bluetooth, este sistema vai permitir a gestão, regulação e análise de estacionamentos em zonas de carga e descarga.

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES