Segunda-feira, Junho 17, 2024
17.8 C
Braga
ReportagemBraga une-se em solidariedade e envia três ambulâncias para a Ucrânia

Braga une-se em solidariedade e envia três ambulâncias para a Ucrânia

© Angélica Antunes

Três ambulâncias para ajudar a Ucrânia foram angariadas através de uma campanha solidária lançada em Braga. A iniciativa partiu da Associação Centro Social e Cultural Luso Ucraniano que desafiou os bracarenses a unirem-se a esta campanha de angariação de fundos.

Luís Pedroso, presidente da União de Freguesia de Maximinos, Sé e Cividade, esteve presente no momento da partida das ambulâncias, uma vez que é um dos fundadores da UPE – Associação Centro Social e Cultural Luso Ucraniano. “No dia 24 de agosto, realizámos a conferência de imprensa onde se lançou o repto à população bracarense da necessidade de se arranjar uma ambulância para ir para a Ucrânia e é com grande satisfação que constatámos que foram três ambulâncias angariadas. Esta campanha ainda não está encerrada e esta causa solidária superou todas as nossa expectativas. Espero que esta campanha não pare porque o povo ucraniano está constantemente a ser massacrado e merece este tipo de iniciativas”, disse o autarca.

© Angélica Antunes

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, enalteceu a solidariedade dos bracarenses que sempre foram solidários com o povo da Ucrânia desde o início do conflito militar. “Braga respondeu, mais uma vez, de uma forma muito veemente a um apelo, à solidariedade e a quem mais precisa, e tem-no feito em diversas ocasiões, em diferentes contextos. Na primeira hora, os bracarenses ajudaram, quer no acolhimento de pessoas quando eclodiu o conflito militar, quer no apoio de meios materiais, e agora também na mobilização para agilizar o envio destas ambulâncias. A população bracarense é um exemplo”, referiu o edil.

© Angélica Antunes

Já Vasil Bundziak, presidente do Centro Social e Cultural Luso Ucraniano, agradeceu aos bracarenses e portugueses por terem ajudado o povo do seu país. “As ambulâncias fazem falta na Ucrânia e sabemos que vai salvar muitas vidas e isso prova que os bracarenses e as pessoas de outras regiões estão solidárias com o povo da Ucrânia. Desde já, o meu muito obrigada a todos por esta ajuda solidária”, agradeceu.

© Angélica Antunes

O presidente da Direção da UPE – Associação Centro Social e Cultural Luso Ucraniano, Abraão Veloso, também esteve presente no momento da despedida onde realçou a importância das ambulâncias para salvar vidas.  “É uma carência que nos foi comunicada desde a Ucrânia. As ambulâncias significam ajudar vidas e para nós acaba de ser emocionante de ver que estão a partir três ambulâncias para a Ucrânia. Estamos a responder também ao grito de um povo que luta, é um povo heróico mas é um povo que vai ter amanhã”, frisou.

O antigo Bombeiro Sapador de Braga, João Vareta, respondeu a este missão onde irá transportar uma ambulância desde a Polónia. “Sei que aquilo que vou levar é um instrumento absolutamente fundamental para salvar vidas, nomeadamente os que estão à frente no combate onde uma das ambulâncias será destinada”, sustentou.

Por seu turno, Pedro Carvalho, Bombeiro Sapador de Braga, falou que será um sonho realizado levar a ambulância até à Ucrânia. “Para mim é um enorme orgulho poder participar e, especialmente, para levar uma ambulância, coisa que tem a ver com o meu trabalho. Desde o primeiro instante que tive a oportunidade de poder participar, disse logo que sim com o coronel João Vareta, e é um sonho poder participar nesta missão humanitária e poder ajudar quem necessita”, afirmou.

Pedro Stepanets, vice-presidente da Assembleia da UPE – Associação Centro Social e Cultural Luso Ucraniano, informou que haverá complicações na passagem da fronteira da Polónia, uma vez que aquele país entrou em greve. “Esta missão vai ser muito complicada porque a Polónia começa a fazer uma greve na fronteira e vai causar muitas filas. Eu sei que vamos ficar bem mas tenho a noção que não vai ser fácil”, explicou.

Michael Komar, motorista de transporte das ambulâncias, deixou o seu agradecimento a Portugal e a Espanha por toda a ajuda prestada ao seu país. “Muito obrigada a todos que ajudaram o povo ucraniano que tem sofrido com os assassinos. Agradeço ao povo de Portugal e Espanha pela ajuda e os ucranianos não vão esquecer esta grande ajuda. Levamos Portugal no nosso coração”, finalizou.

As ambulâncias partiram esta terça-feira do Quartel dos Bombeiros Sapadores de Braga em direção à Polónia, numa missão internacional onde participa um bombeiro desta corporação.

A campanha solidária encontra-se a decorrer para angariar mais ambulâncias ou outros bens necessários. Para mais informações, contacte a página Solidariedade Ucrânia aqui.

O momento da partida das ambulâncias contou também com a presença de Altino Bessa, vereador da Proteção Civil e Bombeiros Sapadores de Braga, Carla Sepúlveda, vereadora da Educação e Inovação e Coesão Social, Paulo Peramos, assessor da Câmara Municipal de Braga, e Bernardo Reis, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Braga.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES