Quinta-feira, Abril 15, 2021
22.8 C
Braga
InícioBragaBraga prepara Encontro Nacional de Conselhos Municipais de Juventude

Braga prepara Encontro Nacional de Conselhos Municipais de Juventude

CM Braga

O Grupo de Trabalho do Conselho Municipal da Juventude de Braga reuniu para preparar os contributos para o primeiro Encontro Nacional de Conselhos Municipais de Juventude, que terá lugar nos dias 23 e 24 de abril, em formato digital.

Esta iniciativa, que está a cargo das Câmaras Municipais de Braga e Porto, pretende evidenciar a importância do papel das Autarquias na definição das políticas públicas de juventude, bem como a proximidade que estas podem estabelecer com os jovens e o movimento associativo. Esta primeira sessão de trabalho da delegação de Braga focou-se na troca de opiniões e na tentativa de perceber as expectativas que este grupo tem para o encontro nacional.

Foram apresentados aos restantes membros do Conselho Municipal da Juventude presentes, os conselheiros locais, nomeadamente a AAUMinho – Associação Académica da Universidade do Minho, na figura do seu presidente Rui Oliveira, e da FAJUB – Federação das Associações Juvenis do distrito de Braga, na voz do seu vice-presidente Fernando Vieira.

Uma parceria que a vice-presidente da Câmara Municipal de Braga, Sameiro Araújo, considera de extrema importância, na medida em que “estabelece laços que criam redes de contacto e de trabalho colaborativo entre os movimentos juvenis da cidade, na construção de um futuro melhor”.

A organização do I Encontro Nacional de Conselhos Municipais da Juventude reforça que a implementação e a facilitação de processos participativos, como os Conselhos Municipais da Juventude, são uma competência dos Municípios. Representam órgãos consultivos que promovem a participação jovem e o envolvimento de organizações de juventude na definição de políticas de juventude e dos concelhos, pelo que importa que jovens e Municípios tenham uma voz ativa na sua modelação e aperfeiçoamento.

Sameiro Araújo realçou que um plano para a juventude “só ganha com o contributo dos jovens”, sendo atual preocupação da Autarquia aumentar a participação jovem. “Nada melhor que iniciativas como estas para conseguirmos trazer para a discussão pública um órgão de auscultação muito importante na definição de políticas de juventude”, concluiu.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS