Sexta-feira, Julho 12, 2024
18.1 C
Braga
BragaBraga: Pais querem recreio na Escola da Sé para as crianças brincarem

Braga: Pais querem recreio na Escola da Sé para as crianças brincarem

Vereadora da Educação explicou que a 15 do ano letivo acabar “não foi possível encontrar um espaço para as crianças”.

© Alexa Ribas

Os pais dos alunos da Escola da , em Braga, contestaram as obras que se encontam em curso pelo Município e exigem um espaço para que as crianças possam brincar no exterior.

De acordo com Alexa Ribas, encarregada de educação, “as obras são necessárias, já que a escola encontrava-se num cenário de elevado grau de degradação, com muros no exterior em mau estado” mas que “por questões de segurança, levaram à interdição do recreio ao ar livre”.

A encarregada acrescentou que os pais e profissionais “exigem a resolução imediata da falta de espaço para os intervalos das nossas crianças para que a atividade letiva se possa realizar até ao final do ano letivo sem prejuízo para as crianças”.

© Alexa Ribas

Contactada pela Braga TV, Carla Sepúlveda, vereadora da Educação da Câmara Municipal de Braga, sublinhou que as obras estarão brevemente concluídas e que a intervenção teve de ser “urgente” face ao mau estado do estabelecimento.

“Devido às chuvas, detetámos que o telhado estava a ceder em algumas salas e metia água e os pais começaram a chamar à atenção para uma intervenção. Na altura, não estava prevista qualquer manutenção dessa escola, mas pela pressão acabámos por decidir fazer uma empreitada. Foi devidamente acautelado com a diretora do Agrupamento, coordenadores e associação de pais que a obra fosse feita durante o tempo letivo com a melhoria do telhado não muito profunda. Acontece que depois de serem levantadas as telhas reparou-se que o estado de degradação era um pouco mais profundo daquilo que seria o diagnóstico inicial e foi necessário prolongar um pouco mais a obra. Como o Inverno foi mais rigoroso, ficaram circunscritas ao espaço que lhes estava destinado ao recreio coberto e o ano letivo decorreu dessa forma”, explicou Carla Sepúlveda.

A vereadora acrescentou que ” temos consciência que melhorando o tempo, as crianças acabam por mostrar alguma saturação, só que o ano escolar está praticamente a terminar e nas próximas semanas as obras do telhado ficam concluídas”.

Carla Sepúlveda falou que irão ser implementadas outras melhorias no interior e exterior da escola. “No início do próximo ano letivo, os andaimes vão sair e o espaço de recreio volta a ser o que sempre tiveram. A 15 dias do término da escola, não nos foi possível fazer a alteração de lugar da escola para que as crianças possam brincar e também os muros. Começaram a ser feitas obras de melhoria que, numa outra empreitada, foram previstas e os andaimes não puderam ser retirados para já. Outro apontamento é que as provas de aferição nos dia 11 e 18, a escola não terá obras para que as crianças possam ter um momento de concentração”, finalizou.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES