Segunda-feira, Dezembro 5, 2022
8.9 C
Braga
InícioBragaBraga leva teatro e música aos centros de dia e lares de...

Braga leva teatro e música aos centros de dia e lares de idosos do concelho

© CM Braga

O Município de Braga lançou uma programação para os centros de dia e lares de idosos, com o objetivo de levar a cultura bracarense a quem não pode contemplá-la fora destas instituições de acolhimento.

O projeto “Lar doce lar” vai decorrer entre os meses de outubro e dezembro, proporcionando aos mais velhos momentos de alegria, de convivência e de reavivamento da memória através da realização de concertos tradicionais portugueses, peças de teatro e atuações de fado, tunas e grupos folclóricos.

A primeira instituição a acolher esta iniciativa foi o Centro Social de Cunha. No dia 11 de outubro, a instituição deu palco ao espetáculo de teatro “Vem aí o Zé das Moscas” pelo Tin.Bra – Academia de Teatro. Neste dia de estreia, o projeto “Lar doce lar” deslocou-se ainda ao Centro Social e Paroquial de Santa Eulália de Crespos, onde os cerca de 23 utentes puderam, também eles, desfrutar da atuação do grupo bracarense.

Após o dia de estreia, o projeto “Lar doce lar” visitou a Associação Cultural e Recreativa de Cabreiros, o Asilo de São José e o Centro Social da Paróquia de Gualtar com o grupo Tin.bra. Nas salas destas instituições de acolhimento, muitas foram as gargalhadas e os aplausos audíveis.

Florence Estrada, diretora técnica da instituição de acolhimento sediada em Crespos, destacou a importância da promoção de programas culturais junto destas comunidades, explicando que “para estas pessoas nem sempre é fácil ir ao teatro”. Florence Estrada referiu ainda que “o envelhecimento ativo só é possível se realmente se criarem atividades para que os idosos se sintam ativos e envolvidos”.

Também Luísa Silva, diretora técnica do Asilo São José, reforçou a importância da promoção da cultura junto da terceira idade, especificando que “a nível mental estas iniciativas propiciam o desenvolvimento inteletual”. “A cultura acaba por ser uma ferramenta muito importante para o desenvolvimento desta população”, concluiu.

Clementina e Elvira Silva, duas das utentes do Centro Social e Paroquial de Santa Eulália de Crespos que assistiram à atuação do grupo Tin.Bra, mostraram-se muito animadas com a participação nesta iniciativa. Clementina contou que “quando era mais nova ia muitas vezes ao teatro”, explicando que ficou muito satisfeita “por voltar a assistir a uma peça”. Já, Elvira Silva revelou que “nunca foi ao teatro” e, por isso, “foi uma grande surpresa”. “Achei muito engraçado, gostava que se voltasse a repetir”, salientou.

Também no Asilo São José a reação foi muito positiva. Belmira Cruz e Inês Esperança, há cerca de quatro anos na instituição, definiram o projeto “Lar doce lar” como um momento de alegria e vivacidade. “O teatro faz viver, dá-nos força para termos cada vez mais caminho para andar”, acrescentou Inês.

Até dezembro, o projeto vai continuar a levar animação e muita cultura até junto das instituições de acolhimento de Braga. A próxima atividade decorre, a 29 de outubro, com o concerto do CAUM, no Centro Cultural e Social de Santo Adrião.

Em novembro, a iniciativa desloca-se, no dia 12, até ao Asilo de São José, com um “Concerto” do GFUM, e à ResiSénior – ORPEA Braga com o “Concerto” da Azeituna. Já no mês de dezembro, no dia 10, é a vez do Grupo de Fados e Serenatas da Universidade do Minho visitar o Centro Cultural e Social de Santo Adrião e a ACR Cabreiros.

Programa

29 de Outubro

  • “Concerto”, pelo CAUM  – Centro Cultural e Social de Santo Adrião (14:30)

12 de novembro

  • “Concerto”, pelo GFUM – Asilo de São José (15:00)
  • “Concerto”, pela Azeituna – ResiSénior – ORPEA Braga (horário a definir)

10 de dezembro

  • “Concerto”, pelo Grupo de Fados e Serenatas UM – ACR Cabreiros (14:30)
  • “Concerto”, pelo Grupo de Fados e Serenatas UM – Centro Cultural e Social de Santo Adrião (17:30)

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS