Quinta-feira, Fevereiro 22, 2024
13.4 C
Braga
InícioBragaBraga: Descentrar leva espetáculo de novo circo comunitário a Celeirós

Braga: Descentrar leva espetáculo de novo circo comunitário a Celeirós

© João Versos Roldão

A próxima jornada do “Descentrar” vai decorrer na União de Freguesias de Celeirós, Aveleda e Vimieiro, em Braga, e vai apresentar um espetáculo único comunitário de novo circo que resultará de um trabalho desenvolvido pela Companhia Circo Caótico e diversos membros do Grupo de Teatro Artes D’Alegria. É já no próximo sábado, 15 de abril pelas 21:15, no Auditório da Junta de Freguesia de Celeirós e zona envolvente.

Intitulado “(Com)Sequência”, o espetáculo é um jogo entre quatro corpos moldáveis a um espaço que é estanque. Contudo, o espaço também influencia os corpos, o jogo muda em consequência do espaço e a acção vive como sequência de um encontro. Uma comunhão entre a arquitetura e o circo, com a acrobacia como discurso neste diálogo, onde se questiona a ideia de “encontro”.

O trabalho de formação comunitário decorre em ambiente de oficina, entre 11 e 14 de abril. Será uma formação de acrobacia dirigida aos jovens e adultos da comunidade. Através de voos e saltos, num jogo repleto de energia. Com(Sequência) é criado para o espaço de apresentação através de diferentes exercícios questionando a ideia de encontro.

Depois da União das Freguesias de Celeirós, Aveleda e Vimieiro, o Descentrar segue a 22 de abril para a freguesia de Sobreposta. A 6 de maio é a vez de Crespos e Pousada, seguindo-se Ruílhe a 10 de junho. O descentrar refresca-se junto ao rio Cávado, a 8 de julho, na freguesia de Adaúfe e em Merelim São Paio, Panoias e Parada de Tibães a 23 de julho.

No dia 16 de setembro é a vez de Espinho e a 7 de outubro continua para a União de Freguesias de Lomar e Arcos. A 14 de outubro é apresentado na freguesia de Lamas. A 25 de novembro Vilaça e Fradelos acolhe o programa e o ano termina com o descentrar em Morreira e Trandeiras a 2 de dezembro e Nogueira e Fraião, a 9 de dezembro.

O Descentrar, enquanto projeto de descentralização cultural segue o propósito da democracia cultural, através de práticas artísticas com um elevado potencial de transformação, quer dos territórios através do reforço da notoriedade, quer físico e humano, através da transformação qualitativa da experiência dos visitantes ou da reinvenção das narrativas associadas a cada lugar.

Todas as iniciativas culturais abrangidas na programação do Descentrar são de entrada livre, limitada à lotação dos espaços em que decorrem.

LEIA TAMBÉM

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES