Quarta-feira, Agosto 10, 2022
22.2 C
Braga
InícioBragaBraga: Ciclo de Encontros com o Património encerra com “viagem no tempo”...

Braga: Ciclo de Encontros com o Património encerra com “viagem no tempo” pelo mediterrâneo antigo

© CM Braga

A Fundação Bracara Augusta, em parceria com o Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa, em Braga, e a Direção Regional de Cultura do Norte, dará continuidade à apresentação das principais obras-primas da Coleção Bühler-Brockhaus em mais uma “Conversa no Museu” inserida no Ciclo de Encontros com o Património.

Esta quinta e última sessão terá lugar a 24 de fevereiro, pelas 18:00, no Museu D. Diogo de Sousa, e será dinamizada por Rui Morais da Universidade do Porto, arqueológo e reconhecido especialista internacional em arqueologia do período clássico.

Este é o culminar de uma série de sessões que promoveram apresentação comentada da colecção Bühler-Brockhaus aos munícipes, aos estudantes e, de um modo geral, a todos os cidadãos, cujo número de assistência tem vindo a aumentar. Este é um desígnio que a Fundação, entende, pode desempenhar no futuro: da investigação e da divulgação do valioso espólio patrimonial de Braga, com foco, neste caso, no acervo patrimonial e expositivo dos museus.

Intitulada “Do outro da cortina: do ouro etrusco à união impossível”, trata-se da quinta e última sessão do “Ciclo de Encontros com o Património”, na qual serão abordados mais elementos da colecção, de que se destacam as peças de ourivesaria em ouro de excepcional qualidade artística. Estes tipos de jóias, de produção etrusca e helenística, faziam parte do mobiliário funerário das tumbas principescas, junto com outros objetos de luxo. Irão ainda ser considerados duas peças em bronze: um capacete apulo-coríntio, um dos elementos mais importantes da panóplia das hoplitas, e uma cista destinada a guardar objetos de adorno feminino e da higiene corporal. Como peça de excecional qualidade artística, rara entre nós, irá destacar-se uma placa em osso esculpida em relevo com o herói máximo da cultura grega, Héracles, representado com os seus atributos habituais, a clava e a famosa pele do Leão de Nemeia. Não se poderia terminar esta série de sessões sem aludir a uma das obras mais magníficas de toda a colecção Bühler-Brockhaus, um excepcional mosaico policromado de origem oriental que ilustra o tema do casamento de Hipodâmia e Pélops.

Estas sessões permitiram uma incrível viagem no tempo e pelo mediterrâneo antigo, suportada cientificamente, pelas principais peças da colecção, procedentes da Antiguidade Clássica, e que colocam o Museu ao nível de museus internacionais com peças desta natureza.

Na sessão serão ainda abordadas as seguintes peças:  o Colar em ouro laminado, com pérolas e bulae com máscara de divindade etrusca; a coroa em ouro com placas laterais decoradas com três personagens mitológicas: Apolo, Mársias e Pã; um Par de brincos em ouro com uma Vitória Alada; o Elmo Apulo-Corinto; a Cista com tampa; a Placa de osso decorada com a figura de Héracles; e, finalmente, o Mosaico oriental com o tema do casamento de Hipodâmia e Pélops.

As inscrições são limitadas ao máximo de 20 pessoas, a confirmar para [email protected], sendo a iniciativa transmitida em direto na página de facebook da Fundação Bracara Augusta e do Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS