Quarta-feira, Maio 22, 2024
17.8 C
Braga
BragaBraga Ciclável lança petição para instalar sistema público de bicicletas partilhadas

Braga Ciclável lança petição para instalar sistema público de bicicletas partilhadas

DR

A Braga Ciclável lançou uma petição para a instalação de Bikesharing na cidade. A petição solicita à Assembleia Municipal para que “tome as devidas diligências para que seja instalado na cidade um sistema público de bicicletas partilhadas”, à semelhança das GIRA em Lisboa, que seja operado pelos TUB, e que possua 1000 bicicletas, 1440 docas espalhadas por 72 estações.

“Os sistemas de bicicletas partilhadas já tiveram várias formas de funcionamento na Europa, mas a sua essência, o seu objetivo mantém-se simples: permitir a utilização do mesmo veículo por vários utilizadores e que uma pessoa retire uma bicicleta num determinado ponto e a devolva ao sistema noutro local. Em Braga, em 2007, a Universidade do Minho lançava as BUTE, um sistema de aluguer de bicicletas para alunos e docentes da UMinho. As bicicletas chegaram a andar na cidade, mas com a infraestrutura existente, as pessoas tinham medo de as utilizar”, recorda associação.

A Braga Ciclável lembra que “em 2009, os TUB apresentaram o projeto TUBiclas, de partilha/aluguer de bicicletas que pretendia servir todos aqueles que pretendessem utilizar a bicicleta para se deslocar no seio urbano, quer em complementaridade com os TUB, quer exclusivamente. Em 2013, o PDM foi revisto e passou nele a constar a previsão de um sistema de BikeSharing público para a cidade com 1000 bicicletas e 1440 Dock Stations, distribuídas por 72 estações. Para garantir a utilização do sistema, o Município tem no PDM a criação de 76 km de vias cicláveis, entre as quais cerca de 20 km de ciclovias. Mas em 2022, um operador privado colocou 60 bicicletas em Braga num sistema dockless, com bicicletas rígidas, totalmente elétricas, caro para o utilizador e sem uma rede ciclável a garantir a segurança dos utilizadores. As bicicletas desapareceram da cidade sem explicação, inclusive sem conhecimento do executivo municipal.

A associação sublinha que o sistema de bicicletas partilhadas “pode ser visto como uma parte do sistema de transportes públicos, sendo um precioso aliado dos sistemas rodoviários e ferroviários de transportes de passageiros, sendo que em algumas cidades onde foi implementado, aumentou em 10 vezes o raio de ação das paragens e estações dos serviços pesados de transportes públicos”.

A petição pode ser consultada aqui.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES