Sexta-feira, Dezembro 2, 2022
7.5 C
Braga
InícioBragaBraga Barroca promove visitas guiadas e concertos gratuitos

Braga Barroca promove visitas guiadas e concertos gratuitos

© CM Braga

O Barroco e o Rococó são marcas distintivas de Braga, estando bem presentes nas fachadas das igrejas, palacetes e outros edifícios, mas também na decoração do seu interior, nos imponentes jardins e na monumentalidade das fontes da cidade. Não é por acaso que Braga é considerada a “Capital do Barroco” em Portugal.

A expressão desses estilos artísticos ajudou a configurar a espacialidade da própria cidade através da edificação de algumas das maiores manifestações nacionais da arte e arquitectura barroca e rococó. O conjunto do edificado deste território são factores diferenciadores.

Com o objectivo de promover, valorizar e preservar este património de enorme valor cultural e histórico, vai decorrer, no âmbito da “Braga Barroca”, entre 28 de setembro e 2 de outubro, um ciclo de visitas guiadas às Maravilhas do Barroco Bracarense.

Ao longo dos cinco dias, sempre pelas 17:30, os visitantes terão a oportunidade de percorrer um itinerário repleto de exuberância e grandiosidade, numa experiência única que ficará na memória de todos. De participação livre e gratuita, as visitas guiadas têm inscrição obrigatória através do link cmcultura.eventbrite.com

As visitas guiadas na cidade terão como ponto de encontro a Fonte Luminosa. Os roteiros irão percorrer espaços como a Praça da República, Basílica dos Congregados, Palácio do Raio, Largo Carlos Amarante, Praça do Município, Igreja do Pópulo, Museu dos Biscainhos, Arco da Porta Nova, Casa Cunha Reis, Igreja da Misericórdia e Biblioteca Pública.

No sábado, 1 de outubro, a visita guiada irá decorrer no Mosteiro de Tibães. Conciliar visitas guiadas ao património, a elaboração de itinerários potenciadores de touring cultural autónomo, a dinamização de diferentes modalidades nos espaços patrimoniais recorrendo ao storytelling, irá permitir apoiar a fixação da atenção em experiências que articulam a vivência recreativa do objecto cultural. Permitirá ainda ao turista vivenciar o património, recorrendo aos diversos sentidos, de uma forma mais holística, amplificando a sua experiência.

Estes são os principais desígnios que se pretendem alcançar com a dinamização destas actividades. Hoje, mais do que nunca, a conciliação do Cultura, Património e Turismo são factores diferenciadores da política cultural de Braga.

As visitas guiadas da Braga Barroca irão culminar com os concertos, proporcionando experiências verdadeiramente enriquecedoras.

Sete concertos de entrada livre

A música é uma das principais heranças culturais do Barroco, o estilo artístico que floresceu entre o final do século XVI e meados do século XVIII e que marcou de forma indelével a cidade de Braga. Braga celebra, assim, todo o esplendor e exuberância deste período áureo da sua história, com um programa único e diversificado, que tem na música um dos seus pontos altos.

Ao longo destes cinco dias, a Sinfonietta de Braga percorre vários locais emblemáticos da cidade com o ciclo de concertos “Jóias do Barroco”. Os concertos são de entrada livre, limitada à lotação do espaço.

O Salão Nobre do Museu dos Biscainhos, acolhe, esta quarta-feira, 28 de setembro, pelas 21:30, “Mio bem… Canções e Lamentos de Amor”, com o trio Il Filo d’Oro. Na quinta-feira, 29 de setembro, pelas 19:00, abrem-se as portas da Casa Cunha Reis, a Casa Grande do Campo das Hortas, para o concerto “Ternos ais! Modinha Lusobrasileira”, com o tenor Bruno Nogueira e Rui Pedro Vieira no cravo e contratenor. Na sexta-feira, 30 de setembro, é a vez da Igreja da Misericórdia receber, pelas 19:00, o concerto “Doce Desdém Melodias e Glosas Ibéricas”, com Xabi Urtasun no Órgão Ibérico e a Soprano Rita Morais.  No sábado, 1 de outubro, pelas 19:00, o Mosteiro de Tibães, é palco do concerto “Ornamento Esplendor Coral”, com o Coro Ars Vocalis e o Ensemble Cuore Armonico. A Biblioteca Pública de Braga acolhe o último concerto do ciclo, no domingo, 2 de outubro, pelas 19:00, com “Voce di donna Barroco Seiscentista no Feminino” com a Soprano Paulina Sá Machado e o Cravo Fernando Miguelk Jalôto.

COM.CORDAS ENSEMBLE encerra Braga Barroca

A Igreja de S. Paulo, que no dizer do historiador Robert C. Smith, “é o santuário da arte bracarense, onde se guarda o melhor conjunto de arte barroca produzida em Braga durante os reinados de D. Pedro II e D. João V”, acolhe o concerto de encerramento da Braga Barroca por Com.Cordas Ensemble. “Afetos, riqueza e diversidade no Barroco Musical” é o titulo do concerto onde se irão ouvir, em primeiro lugar, três obras de três compositores expoentes máximos do final do período da música barroca.

Destaque ainda para o concerto na Basílica dos Congregados, no dia 30 de setembro, sexta-feira, a cargo do Grupo Coral Cupertinos.

A música é uma das principais manifestações artísticas do Barroco, tendo surgido no período que compreende o aparecimento da ópera e do oratório (final do século XVI) até a morte de J. S. Bach. (início do século XVII).

Tal como a arte, a arquitetura e a escultura, também a música barroca é geralmente exuberante, com ritmos enérgicos, melodias com muitos ornamentos, contrastes de timbres instrumentais e sonoridades fortes com suaves.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS

MAIS LIDAS