Braga afirma-se como Capital da antiga Galécia da Via Mariana Luso-Galaica
Quinta-feira , Outubro 1 2020 Periodicidade Diária nº 2591
Principal / Cultura / Braga afirma-se como Capital da antiga Galécia da Via Mariana Luso-Galaica

Braga afirma-se como Capital da antiga Galécia da Via Mariana Luso-Galaica

A Associação Via Mariana Luso-Galaica inaugurou no ano passado um percurso de peregrinação entre vários Santuários Marianos, que liga o Santuário de Nossa Senhora do Sameiro ao Santuário de Nossa Senhora da Barca em Muxía, Espanha. Este itinerário peregrino foi divulgado na União de Freguesias de Maximinos, Sé e Cividade, uma vez que a Sé de Braga é uma das paragens deste percurso.

Este caminho de devoção mariana é comparado aos Caminhos de Santiago com vias antigas recuperadas, caminhos romanos, paisagens naturais e visita aos santuários do Norte de Portugal e da Galiza.

Luís Pedroso, presidente da União de Freguesias de Maximinos, Sé e Cividade, explicou que a Sé Catedral de Braga é um dos pontos de paragem dos peregrinos, uma vez que Santa Maria é padroeira da Sé. “A criação desta Via Mariana, já que tem um dos pontos de paragem a Sé Catedral, vem impulsionar ainda mais o Turismo em Braga, que se encontra num patamar em que nunca esteve, como também reforçar a ligação de Portugal com a Galiza”, disse o presidente.

“O percurso foi idealizado neste conceito, que é juntar as várias peregrinações que já existiam nos Santuários de Maria. No caso do Sameiro, há duas peregrinações anuais e os outros Santuários têm as suas, logo a ideia foi juntar essas peregrinações numa só peregrinação. Quem idealizou este percurso fez um pouco esta alegoria, pois os Santuários são as contas de um Rosário, e a linha que une as contas é a Via Mariana”, esclareceu Henrique Malheiro, membro da Direção e delegado da Associação Via Mariana Luso-Galaica em Portugal.

Um dos objetivos da criação desta via foi também para combater a desertificação do interior. “Queremos combater a desertificação do interior, trazendo gente e dinamizar estas zonas. Este movimento pode ter um impacto na criação de novas dinâmicas de atração para criar pequenos negócios, pequenas atividades que vêm dar resposta às necessidades dos caminhantes”, salientou Bernardino Ramires, sócio da Associação da Via Maiana Luso-Galaica.

A Via Mariana passa por cinco Municípios, nomeadamente Braga, Vila Verde, Ponte da Barca, Arcos de Valdevez e Melgaço, onde são aproveitadas algumas das infraestruturas dos Caminhos de Santiago, como por exemplo os albergues. Além da devoção, esta via pretende divulgar o património arquitetónico e natural do Norte de Portugal e o território luso-galaico ou da antiga Galécia.

Os Santuários mais relevantes da Via Mariana são: O Santuário de Nossa Senhora do Sameiro, Santa Maria da Sé Catedral, Santuário de Nossa Senhora da Peneda Gerês, Santuário de Nossa Senhora da Franqueira (Espanha), Santa Maria de Aguas Santas (Espanha), Santuário dos Milagros de Amil (Espanha), Santuário dos Milagros de Requien (Espanha), Santuário da Escravitude (Espanha), Nossa Senhora do Portal da Corticeira (Espanha), Santuário de Nossa Senhora dos Anxos (Espanha) e o Santuário de Nossa Senhora da Barca (Espanha).

O Posto de Turismo do Sameiro disponibiliza todas as informações relevantes do caminho, onde os peregrinos podem adquirir uma credencial e um mapa. Há ainda um aplicativo GPS que pode ser descarregado gratuitamente. Mais informações em www.viamarianalusogalaica.eu e www.penedino.pt.

Braga afirma-se como Capital da antiga Galécia da Via Mariana Luso-Galaica

Via Mariana liga santuários entre Braga e a Galiza num percurso de cerca de 400 quilómetros.

Posted by Braga TV on Saturday, February 8, 2020