Sexta-feira, Junho 14, 2024
16.7 C
Braga
RegiãoBarcelosBarcelos: Balugães foi palco do teatro amador do noroeste peninsular

Barcelos: Balugães foi palco do teatro amador do noroeste peninsular

© Teatro de Balugas

Decorreu em Barcelos, na freguesia de Balugães, mais uma edição do festival Palco de Terra, dedicado ao teatro amador do Norte de Portugal e da Galiza.

Durante três dias, o melhor do teatro amador do noroeste peninsular subiu ao palco do auditório local. Promovido pelo Teatro de Balugas, este ano, o certame recebeu as duas companhias de teatro amador mais antigas do Minho e da Galiza, ambas fundadas em 1933.

Nas palavras do diretor artístico da companhia Teatro de Balugas, Cândido Sobreiro, “este festival junta a terra e o palco como dois planos que são indissociáveis da sobrevivência espiritual do homem, mas também da natureza de um teatro popular e comunitário que sempre foi feito do povo, para o povo, e a partir de uma ideia de pertença comum”.

Na sexta-feira, com plateia cheia, a comédia “O Informador”, do Cénico Lírio do Neiva, de Durrães, em Barcelos, abriu a programação dedicada ao teatro. O festival continuou no sábado e novamente com lotação esgotada com o espetáculo galego, “As vellas non deben de namorarse”, pelo Teatro Airiños, de Rianxo, na Corunha. O certame fechou no domingo com a cerimónia de entrega dos Prémios Palco de Terra. As distinções foram atribuídas ao Grupo Teatral Freamundense, ao ator, autor e encenador António Neiva, ao Teatro Airiños e ao diretor artístico e encenador Javier Fernández Mariño. A cerimónia contou com a atuação do músico Jorge Lomba e com uma participação especial da artista galega Sabela Galbán Rodríguez.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES