Quarta-feira, Maio 22, 2024
14.1 C
Braga
PolíticaLegislativasAliança Democrática garante construir mais residências universitárias

Aliança Democrática garante construir mais residências universitárias

© Aliança Democrática

Hugo Soares, cabeça de lista da Aliança Democrática pelo círculo de Braga, defendeu hoje uma “aposta sustentada na excelência do ensino superior”, como “estratégia fundamental” para garantir “mais crescimento económico para o país e desenvolvimento económico, científico, tecnológico e ambiental”.

“O défice de financiamento público, as deficiências de mobilidade no distrito e a falta e preços elevados no alojamento para estudantes são alguns dos problemas para resolver com urgência e que estão também nas prioridades da Aliança Democrática”, refere o partido, que defende o reforço do apoio social para estudantes mais vulneráveis.

Estas propostas foram discutidas nos ‘campi’ da Universidade do Minho, em Braga, e no Instituto Politécnico do Cávado e Ave, em Barcelos.

“O ensino superior é um dos eixos fundamentais para o futuro do país. Desempenha um papel fundamental na coesão social e territorial. É fonte de conhecimento e formação dos cidadãos. É estratégico no desenvolvimento de um país que queremos ambicioso, a crescer mais que a média europeia, com capacidade competitiva e de criação de valor no contexto global”, assumiu Hugo Soares.

O partido lembra que “de acordo com os números mais recentes, a despesa em I&D cifrou-se nos 1,73% do PIB, em 2022. É um valor muito inferior aos 2,23% da média da União Europeia. Já o objetivo da Aliança Democrática é aproximar, até 2030, ao valor de 3% do PIB de investimento, público e privado, em ciência e inovação”.

“Não é possível termos mais e melhor desenvolvimento tecnológico, se não houver mais investimento público em ciência e, concretamente, no ensino superior”, sustentou Hugo Soares, que esteve reunido com a presidente do IPCA, Maria José Fernandes, e com o reitor da UMinho, Rui Vieira de Castro.

Vincando a importância de universidades, institutos politécnicos e centros de investigação, Hugo Soares frisou que “estas instituições geram conhecimento e inovação e são determinantes na captação e qualificação dos nossos talentos, de profissionais altamente qualificados”.

Contra “a tradicional lógica centralista do PS”, o líder da candidatura da Aliança Democrática defendeu que as universidades precisam de autonomia e recursos, o que só será possível invertendo “a trajetória de desinvestimento do governo PS, incluindo a degradação das infraestruturas”.

“Queremos preservar e aprofundar uma sólida oferta de ensino superior no país, envolvendo instituições públicas, particulares e cooperativas, reforçando simultaneamente a coesão territorial”, reiterou Hugo Soares, que esteve também com estudantes universitários e a direção da Associação Académica da UMinho.

O cabeça de lista da Aliança vincou o compromisso de “aumentar o investimento direto na criação e requalificação de alojamento” para os estudantes do Ensino Superior, através da construção de novas residências, bem como realocando e recuperando edifícios devolutos do Estado.

PARTILHE A NOTÍCIA

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE

NEWSLETTER

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

REPORTAGEM

POPULARES